Natal apela à 2ª Guerra para ‘alistar’ americanos na Copa

'Temos muitos Washington e William como herança da guerra', afirma organização local

Natal (Brasil), 6 dez (EFE).- A cidade de Natal tentará atrair turistas dos Estados Unidos para a Copa do Mundo de 2014 apelando para seu papel na Segunda Guerra Mundial como base militar dos americanos, disse à Agência Efe neste domingo o secretário de turismo de Natal, Fernando Bezerril.

‘Os americanos (americanos) são os que mais viajam. Apelaremos a seu histórico aqui. Na guerra, vieram 40 mil americanos, e alguns ficaram’, contou Bezerril em uma visita ao estádio Arena das Dunas para jornalistas estrangeiros.

Os EUA estabeleceram uma base militar, construíram um aeroporto e atracaram navios de guerra no porto da capital potiguar, que por estar no extremo nordeste do Brasil, tinha uma posição estratégica na Guerra, servindo de escala para viagens à África.

Na Copa de 2014, os Estados Unidos jogarão uma partida em Natal, contra Gana, pelo grupo G, mas a Arena das Dunas receberá outros três confrontos: México-Camarões, Uruguai-Itália e Japão-Grécia.

O vice-presidente da Empresa de Promoção Turística do Rio Grande do Norte (Emprotur), Alexandre Mulatinho, afirmou que está sendo estudada a possibilidade de fretamento de voos do México e do Uruguai para facilitar a viagem de turistas desses países.

A Emprotur fará atos de promoção turística em México, Uruguai e Estados Unidos, país prioritário para os planos das autoridades locais.

‘Em Natal, temos muitos Washington e William como herança da guerra. Temos muita expectativa com a vinda dos americanos’, declarou Mulatinho.

O estádio de Natal está finalizando as obras e será inaugurado previsivelmente em 12 de janeiro, embora a data dependa da agenda da presidente Dilma Rousseff, segundo os responsáveis pelas obras.

A Arena dás Dunas já conta com seus cerca de 32.000 assentos instalados – aos quais se somarão 10.000 temporários para o Mundial – e tem o gramado preparado para a inauguração, com um jogo entre América e ABC.

As maiores obras pendentes são a conclusão do estacionamento, a urbanização do entorno e a instalação de parte das placas de alumínio da cobertura.

A cobertura é composta por 20 painéis de tamanhos diferentes e de forma ondulada, cujo design é inspirado nas dunas que cercam a cidade e que são um de seus maiores atrativos turísticos. EFE