“Não sabia que Petrobras não era do governo”, rebate Cunha

Presidente da Câmara deu declaração em resposta à Dilma Rousseff, a qual afirmou que seu governo não está envolvido em corrupção

Brasília – O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), rebateu mais uma vez, nesta terça-feira, 20, a presidente Dilma Rousseff e afirmou “que não sabia que a Petrobras não era do governo”.

Foi a segunda resposta do peemedebista à petista, durante a recente troca de farpas entre os dois que começou no último domingo, 18, quando Dilma lamentou que “seja com um brasileiro” as investigações contra Cunha, suspeito de ter contas não declaradas na Suíça.

A primeira declaração da presidente foi rebatida pelo presidente da Câmara ontem, quando ele foi na mesma linha e disse lamentar “que o maior escândalo de corrupção do mundo seja com um governo brasileiro”.

Em entrevista hoje, na Finlândia, a petista respondeu alegando que o governo dela não está envolvido em escândalos de corrupção.

“As pessoas que estão envolvidas estão presas, e não é a empresa Petrobras que está envolvida no escândalo”, sustentou Dilma. “Ué, não sabia que a Petrobras não era do governo”, rebateu Cunha nesta tarde.

Cunha voltou a defender o desembarque de seu partido da base aliada do governo, mas admitiu que a decisão não depende dele. “Não sei o que vai acontecer. Não está na minha alçada”, afirmou, referindo-se à convenção nacional da legenda, prevista para março de 2016.