Não fiz nada errado, diz Rosemary de Noronha

Em entrevista a revista Veja, a ex-chefe do escritório da Presidência em São Paulo fala sobre ser injustiçada por ser amiga de Lula

São Paulo – A revista Veja desta semana traz com exclusividade uma entrevista com Rosemary Noronha, ex-chefe do escritório da Presidência da República em São Paulo.

Rosemary está envolvida em uma investigação da Polícia Federal, que desmontou quadrilhas que usavam a autoridade dos cargos públicos para facilitar acesso ao governo em troca de propina. 

Ela também estaria envolvida na contratação de parentes, intermediação de negócios para amigos e por ganhar cortesias enquanto ocupou o cargo.

Durante a operação Porto Seguro da PF, seis foram presos e outros doze, indiciados. Rosemary perdeu o emprego após as denúncias.

Na entrevista, ela quebra o silêncio para dizer que não agiu errado. Segundo a reportagem, ela se diz perseguida e injustiçada por ser amiga do ex-presidente Lula.” Além disso, culpou trapaças e a mídia pelo caso. “Não fiz nada de errado. E tenho certeza disso. Sou inocente”, diz.