Na prisão, José Dirceu mantém “vida criativa e produtiva”

Em carta a amigos, o ex-ministro elogiou o acervo da biblioteca do presídio

Preso na Operação Lava Jato desde agosto de 2015, o ex-ministro José Dirceu relatou em longa carta sua rotina no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Grande Curitiba.

Na missiva enviada a amigos, o petista conta a rotina na cadeia, a importância da disciplina, e chega a uma conclusão: diz que “preso primeiro chora, depois chama a mãe e seus santos, e faz remissão direito do condenado de abreviar a pena mediante trabalho, estudo e leitura”.

“Fora a remissão, o trabalho, a leitura, o estudo e a escrita transformam a prisão em vida produtiva e criativa, além de passar o tempo de maneira útil e agradável”, afirma o ex-ministro, que elogia o acervo da biblioteca do presídio: “Em geral, literatura brasileira e mundial, autoajuda, espiritismo, cristianismo, catolicismo, correntes evangélicas. Nossos clássicos – e outros atuais – estão à disposição”.

Dirceu fala desde de como se ver refletido com a proibição de espelhos – “é preciso usar um prato grande e limpo” – e o quanto a prisão favorece o cuidado com a saúde.

“Bebida, cigarro, gordura, ou é proibido ou não existe simplesmente (…) O preso deve fazer exercícios todos os dias. No meu caso, 71 anos, é light. O importante é manter os músculos lombares fortes.”

Na parte final da carta, o ex-ministro faz críticas à execução penal no Brasil e à “falta de trabalho, de colônias agrícolas e industriais, e de escolas”.

“O mais grave é a incapacidade do Judiciário-MPF e dos juízes frente a um quadro de injustiça e ilegalidade único – 40% dos presos são provisórios, não julgados. A tudo isso, soma-se a superlotação e degradação dos presídios. Fora a corrupção ou mesmo o controle dos presídios pelo crime organizado”, escreve.

Dirceu foi condenado duas vezes na Lava Jato, pelo juiz federal Sérgio Moro: a 20 anos e 10 meses de prisão em um processo e a 11 anos e três meses de prisão em outro.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Antonio Augusto Simoes

    Bota esse ladrão comunista sem vergonha pra trabalhar.

  2. Nilton Castro

    Comentário tardio para reconhecer uma matéria de extrema importância, ou seja, o retrato do pensamento de um dos homens mais importantes e fortes na história do Brasil, ou o triste fim de José Dirceu.

  3. Definitivamente Louco

    Canalha não quis contar o que sabe, e diz que gosta tanto da filha, vai mofar na cadeia.

  4. Nathan Khornnes

    O Sr. Ze’ Dirceu, que nao e’ o personagem “Seu Dirceu Borboleta” do “O Bem Amado”, esta’ onde deveria estar. A corda arrebentou, como sempre acontece, pelo lado mais fraco. Seu “partner” em breve fara’ companhia a ele em Pinhais, PR. Eu me refiro ao Lulalau da Silva.

  5. Ademar Faria

    O Olavo de Carvalho disse que quando o JD era jovem falava 24 horas em revolução. Hoje deve estar pensando besteira, como sempre. Esquerdista só sabe pensar e fazer m***@.

  6. Marcos Binelli

    Canalha e covarde….Se estão com falta de matérias, leiam as outras revistas…tem muita coisa rolando no mundo que vocês parecem não saber…