MST ocupa Ministério da Fazenda contra ajuste fiscal

De acordo com a Polícia Militar, o grupo se instalou no primeiro andar do edifício e impediu o acesso dos funcionários ao órgão

Brasília – Aproximadamente, mil integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocuparam na madrugada desta segunda-feira o prédio do Ministério da Fazenda, em Brasília, em protesto contra o corte de verbas da reforma agrária e o ajuste fiscal.

De acordo com a Polícia Militar, o grupo se instalou no primeiro andar do edifício e impediu o acesso dos funcionários ao órgão.

Alexandre Conceição, membro da coordenação nacional do MST, disse a jornalistas que o corte de verbas anunciado pelo governo no final de julho reduziu em quase 50% os recursos públicos previstos este ano para a reforma agrária.

“O ajuste ameaça paralisar ainda mais a reforma agrária e acaba com o compromisso político do governo de assentar 120 mil que esperam por terras”, declarou.

A organização do MST informou que os integrantes só sairão do local quando foram recebidos por representantes do governo. Eles estenderam na sede do órgão alguns cartazes que pedem, por exemplo, a renúncia do ministro de Fazenda, Joaquim Levy.

Conforme a agenda oficial, Levy participará hoje de uma reunião de coordenação política convocada pela presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto e, por isso, não estava na sede do Ministério.