MST ocupa fazenda de político no extremo oeste paulista

Cerca de 200 integrantes do Movimento dos Sem-Terra ocuparam fazenda para pressionar o governo de SP para acelerar o processo de desapropriação da área

Sorocaba – Cerca de 200 integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) invadiram na sexta-feira a Fazenda Nazaré, que pertence à família do ex-prefeito de Presidente Prudente Agripino de Lima e fica em Marabá Paulista, no Pontal do Paranapanema.

A ação ocorreu um dia depois que Gilmar Mauro, uma das principais lideranças do movimento, participou de reunião com o governador Geraldo Alckmin (PSDB), na qual foi sancionada lei que beneficia os assentamentos paulistas.

Na ocasião, o líder do MST posou para fotos com Alckmin, considerou a lei “a melhor do Brasil” e disse esperar que o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) se inspirasse na lei paulista.

A ocupação da fazenda foi confirmada pela Polícia Militar.

Os sem-terra montaram acampamento na propriedade.

De acordo com o dirigente regional José Aparecido Maia, o objetivo é pressionar o governo para acelerar o processo de desapropriação da área.

Segundo ele, famílias estão acampadas nos arredores há oito anos, tempo em que se arrasta o processo.

De acordo com a Polícia Civil, advogados da família registraram a invasão e devem entrar com pedido de reintegração de posse.