Morre o sociólogo Francisco de Oliveira, aos 85 anos, em SP

O intelectual foi um dos fundadores do PT, mas se desfiliou do partido em 2003. Chico Oliveira também foi presidente do Cebrap e professor da USP

Morreu nesta quarta-feira (10) o sociólogo Francisco de Oliveira aos 86 anos em São Paulo. Chico de Oliveira, como era conhecido, foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), que divulgou uma nota de pesar agradecendo “a grande contribuição” do intelectual na construção do partido. Francisco se desfiliou do PT em 2003 por críticas ao partido.

Nascido em Recife (PE), Chico, também conhecido como um dos grandes pensadores do Brasil, era professor aposentado da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciência Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP). Entre 1993 e 1995 Oliveira presidiu o Cebrap (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento), que também expressou pesar pela morte de seu ex-presidente em nota oficial. “Autor de textos clássicos das ciências sociais brasileiras como Crítica à Razão Dualista, Chico de Oliveira foi o intelectual rigoroso e sofisticado que participou de pesquisas que moldaram o debate brasileiro e que formaram gerações de novos pesquisadores. Imbuído de um ideal de transformação do país a que se manteve fiel durante toda a sua vida, engajou-se desde muito cedo na gestão pública”, diz o texto do Cebrap.

A causa da morte não foi divulgada. O velório ocorre nesta quarta-feira no salão nobre do prédio administrativo da FFLCH-USP (rua do Lago, 717).