Morre 2ª vítima de explosão em sonda petrolífera no RJ

O funcionário Jorge Luiz Damião, de 44 anos, morreu nesta manhã. Outra vítima foi Ericson Nascimento de Freitas, de 29 anos, que também trabalhava no local

A segunda vítima da explosão ocorrida ontem (9) na sonda petrolífera NS-32, na Bacia de Campos, morreu na manhã de hoje (10). Segundo a Petrobras, Jorge Luiz Damião, de 44 anos, morreu às 9h50 da manhã. Damião era funcionário da empresa IMI, que presta serviços na sonda.

Ontem (9), havia sido confirmada a morte de Ericson Nascimento de Freitas, de 29 anos, funcionário da mesma empresa. Mais duas vítimas ficaram feridas na explosão. Um deles recebeu alta na manhã deste sábado enquanto o outro permanece internado em estado grave.

A explosão ocorreu em uma caldeira na sonda NS-32, operada pela Odebrecht Óleo e Gás (OOG), a serviço da Petrobras, no Campo de Marlim. De acordo com a Petrobras, não houve incêndio depois da explosão e não há riscos de vazamento ou impacto na produção do campo.

A estatal informou ainda que o plano de emergência foi acionado imediatamente e equipes especializadas estão monitorando a sonda. As autoridades competentes já foram informadas e uma comissão foi formada para investigar as causas do acidente.