Moro elogia STF por acabar com financiamento de campanhas

A eleição municipal deste ano foi a primeira englobada pela regra

São Paulo – O juiz da Operação Lava Jato Sérgio Moro afirmou nesta terça-feira, 4, que foi acertada a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de proibir o financiamento privado para campanhas eleitorais. A eleição municipal deste ano foi a primeira englobada pela regra.

“Temos que fazer uma série de elogios ao Supremo Tribunal Federal por uma postura extremamente responsiva a temas contemporâneos, como a decisão muito mencionada os dias pretéritos sobre a proibição da doação de empresas em campanhas eleitorais”, disse Moro, conforme vídeo divulgado nesta terça-feira, 4, no Facebook da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) de uma palestra dada mais cedo por Moro em São Paulo.

Ele também elogiou a decisão do STF de fevereiro, quando permitiu a prisão de condenados em segunda instância, tema que deve voltar ao julgamento da Corte nesta quarta-feira, 5.

“Acredito, posso esta enganado, não posso prever, que essa decisão, com todo respeito à minoria vencida no julgado anterior, vai ser mantida”, opinou.

Rebatendo críticas à Operação Lava Jato sobre um possível excesso de prisões preventivas antes do julgamento, Moro afirmou que o país está em um momento “excepcional”. “Mesmo essa excepcionalidade tem sido ditada nos casos que a concordam dentro dos marcos legais”, disse.