Moro diz estar atento a pontos sobre policiais em abuso de autoridade

Em reunião com Bolsonaro nesta segunda, ministro sugeriu ao presidente nove vetos ao projeto que prevê punição para autoridades que cometerem abusos

São Paulo — O ministro Sergio Moro, da Justiça e Segurança Pública, disse nesta segunda-feira, 19, que o governo federal está “atento” a pontos da lei de abuso de autoridade, aprovado na Câmara, que possam cercear a atividade policial.

“Estamos atentos a óbices que eventualmente sejam colocados no trabalho da atividade policial”, disse Moro durante evento em Bauru, no interior de São Paulo.

O ministro sugeriu nesta segunda, 19, ao presidente Jair Bolsonaro veto a nove pontos da Lei do Abuso. Os dois se reuniram no Palácio do Planalto logo cedo.

Antes mesmo da votação na Câmara na quarta, 14, o Ministério da Justiça e Segurança Pública emitiu parecer contrário à aprovação do PL 7.596/2017, analisando 11 artigos do texto.

O ex-juiz federal ainda ressaltou que a sua pasta trabalha para potencializar a segurança pública, e fez novo aceno para os agentes de segurança. “Saibam, principalmente os agentes de segurança e a população em geral, que tem no Ministério da Justiça um parceiro, um amigo que quer facilitar as coisas.”