Moraes minimiza; debate na Câmara?…

Moraes minimiza 

Em entrevista à Rádio Estadão nesta terça-feira, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, atribuiu o assassinato de 56 presos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) à “entrada de armas nas penitenciárias”, indicando que o problema é a corrupção entre agentes prisionais em vez de uma guerra de facções. “Menos da metade tinha ligação com alguma facção ou organização criminosa”, disse. Moraes afirmou ainda que por isso não acredita em uma retaliação por parte do Primeiro Comando da Capital (PCC) ao ataque da Família do Norte (FDN). O grupo paulista disputa territórios e rotas de entrada de drogas no Amazonas com a facção aliada ao Comando Vermelho (CV).

_

Separados

Mesmo minimizando o papel do Estado no conflito, Moraes afirmou que líderes responsáveis pelas mortes no presídio serão transferidos para unidades federais. O ministro indicou também que o estado deve usar 45 milhões de reais recebidos do governo na semana passada para a construção de mais vagas no sistema, possibilitando a separação de detentos por periculosidade. O controle de fronteiras, por onde escoa a droga, será ampliado pelo Plano Nacional de Segurança, disse o ministro.

_

Dinheiro liberado

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, concedeu liminar que suspende o bloqueio de 192 milhões de reais das contas do estado do Rio de Janeiro. A União havia determinado o bloqueio a partir desta terça-feira por parcelas da dívida com governo que não foram quitadas. A Procuradoria Geral do Estado afirmou que “por circunstâncias alheias à sua vontade e absolutamente imprevisíveis, [o Rio] não conseguiu honrar o pagamento de parcelas desses contratos”. Cármen Lúcia avaliou que há justificativa se “considerada a excepcional situação de calamidade financeira declarada, formalmente, pelo estado” e pede que sejam reavaliadas as condições de pagamento.

_

Debate

Pré-candidato à presidência da Câmara dos Deputados, Rogério Rosso (PSD-DF) sugeriu nesta terça-feira que se realizem debates entre aqueles que pleiteiam o cargo. “É claro que os nossos eleitores são os deputados, porém, dado que o novo presidente da Câmara será na linha sucessória o vice-presidente ou substituto do presidente em eventuais necessidades do presidente Michel Temer, o povo brasileiro precisa conhecer quem são os candidatos e quem o parlamento vai escolher”, disse em vídeo divulgado no Facebook. Até agora, manifestaram interesse na eleição o deputado do Centrão Jovair Arantes (PTB-GO), André Figueiredo (PDT-CE) e o atual presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), caso consiga aval dos colegas para interpretar o regimento interno de forma que permita sua reeleição.

_

Bolsa dispara

No primeiro dia de negociações com os mercados globais também abertos, o Ibovespa teve alta de 3,73%, voltando aos 61.813 pontos, marca que não alcançava desde 30 de novembro. A principal explicação vem da China, que anunciou dados de produção industrial acima da expectativa de analistas, e de uma alta do petróleo – que chegou a bater o maior valor em 18 meses. As ações preferenciais da Petrobras dispararam 5,73% e as ordinárias, 5,75%. As ações preferenciais e ordinárias da mineradora Vale subiram 5,51% e 4,43%.

_

Recorde de recuperações

O número de pedidos de recuperação judicial subiu 44,8% em 2016 sobre 2015, chegando a 1.863 solicitações. É um recorde desde que a empresa de informações de crédito Serasa Experian começou as medições em 2006. O motivo é a recessão econômica, que prejudicou a geração de caixa e encareceu o crédito. Na liderança dos pedidos estão as micro e pequenas empresas, com 1.134 casos, seguidas pelas médias, com 470, e grandes com 259. O número de pedidos de falência subiu 3,9%, para 1.852 requisições, maior número em 4 anos.

_

Imagens do suspeito

A polícia da Turquia divulgou imagens do homem que matou 39 pessoas e feriu outras 69 na boate Reina, em Istambul, durante o réveillon. O terrorista, filiado ao Estado Islâmico, aparece em selfies no meio da rua. Segunda fontes citadas pela imprensa turca, o homem seria do Uzbequistão ou do Quirguistão e teria viajado à Turquia com a esposa e dois filhos em novembro. A família do terrorista foi presa pela autoridades locais.

_

Pediu para sair

O embaixador britânico na União Europeia (UE), Ivan Rogers, pediu demissão do cargo. A saída de Rogers acontece pouco tempo antes das negociações do termos da saída do Reino Unido da UE, previstas para o fim de março. Uma fonte do alto escalão do governo, citado pelo jornal The Guardian, afirma que “a saída de Rogers é uma destruição total da expertise sobre a UE”. Segundo a impressão local, a demissão do embaixador indicaria que a primeira-ministra Theresa May está sob pressão para abandonar qualquer esperança a cerca de um acordo que permitiria o acesso do Reino Unido ao mercado europeu. Em dezembro, Rogers havia afirmado que um acordo de livre-comércio com a UE só aconteceria depois de 10 anos de negociação.

_

Hitler: best-seller

A edição comentada de Mein Kampf, o livro em que Adolf Hitler expõe suas ideais racistas e antissemitas, é um sucesso de vendas na Alemanha, afirmaram os responsáveis pela publicação nesta terça-feira. Em um ano, foram vendidas 85.000 cópias do livro — a primeira reimpressão da obra, que estava vetada desde a Segunda Guerra Mundial.