Curtas — uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Montezano no BNDES; Odebrecht pede recuperação judicial e PIB abaixo de 1%…

Montezano no BNDES

O governo anunciou no final da tarde desta segunda-feira, 17, que Gustavo Montezano é o escolhido para substituir Joaquim Levy na presidência do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Social). Em nota, o ministério da Economia informou que encaminhou o nome do executivo para o Conselho de Administração do banco e agradeceu a Joaquim Levy “pela dedicação demonstrada enquanto presidente do BNDES”. Montezano é hoje secretário-adjunto da Secretaria de Desestatização e Desinvestimento. Ele é formado engenharia pelo Instituto Militar de Engenharia (IME) e Mestre em Finanças pelo Ibmec, tem 17 anos de carreira no mercado financeiro. Foi sócio do Banco Pactual, tendo atuado como diretor-executivo da área de commodities em Londres e anteriormente como responsável pela área de crédito, resseguros e “project finance”.

Fux: juiz tem que ser “olimpicamente independente”

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, disse nesta segunda-feira, 17, em uma palestra, que o juiz deve ser “olimpicamente independente”, mas evitou comentar os diálogos entre o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, quando ainda era juiz federal, e integrantes da operação Lava Jato que vazaram e foram publicados pelo site The Intercept Brasil. “Esse caso eu não quero comentar, até porque tenho profundo respeito por esse magistrado, e não quero me imiscuir na independência dele, assim como não gostaria que ele comentasse qualquer atividade minha”, afirmou Fux, ao ser questionado se Moro havia sido independente nos processos relacionados à Lava Jato. O ministro do STF também evitou responder qual sua posição sobre a possibilidade de provas que podem ter sido obtidas ilegalmente serem usadas para mudar decisões a favor do réu, como nos processos envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

David Miranda denuncia ameaças de morte à PF

O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) afirmou que encaminhou à Polícia Federal (PF) na terça-feira, 11, e-mails que teria recebido com ameaças de morte contra ele e sua família. “Preocupo-me com a minha segurança e da minha família e, para nos resguardar, fiz os devidos encaminhamentos às autoridades competentes”, declarou em nota oficial enviada à imprensa nesta segunda-feira, 17. Miranda é casado há quase 15 anos com o jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, com quem tem dois filhos. De acordo com o deputado, o número de ações de “grupos de ódios e homofóbicos” cresceu após o vazamento das supostas conversas do atual ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro com procuradores da Operação Lava Jato via Telegram.

Focus: PIB abaixo do 1%

Na esteira dos dados mais recentes de atividade econômica, a expectativa de alta para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2019 passou de 1,00% para 0,93%, conforme o Relatório de Mercado Focus divulgado nesta segunda-feira, 17, pelo Banco Central. Essa é a primeira vez que a previsão de crescimento fica abaixo do 1%. Há quatro semanas, a estimativa de crescimento era de 1,24%. Essa foi também a 16ª queda seguida na estimativa dos analistas para o crescimento da economia neste ano. Para 2020, o mercado financeiro alterou a previsão de expansão do PIB de 2,23% para 2,20%. Quatro semanas atrás, a expectativa era de 2,50%.

Justiça autoriza leilão de slots da Avianca

O Tribunal de Justiça de São Paulo autorizou nesta segunda-feira, 17, o leilão leilão dos slots da Avianca Brasil, em recuperação judicial desde dezembro. Os vencedores do pleito ganharão o direito de pouso e decolagem em três dos mais importantes aeroportos do país: Congonhas, Guarulhos (SP) e Santos Dumont (RJ).  O leilão foi originalmente programado para o início de maio, mas suspenso após uma liminar. As duas maiores companhias aéreas do país, a Latam Airlines e a Gol , devem participar do leilão. Além delas, a Azul e a Passaredo, que entrou na disputa na última semana, também brigarão pelos slots.

Odebrecht pede recuperação judicial

A Odebrecht despachou nesta segunda-feira, 17, seu pedido de recuperação judicial. Com dívida de R$ 80 bilhões, o pedido de recuperação judicial da empresa é o maior já feito no Brasil. Com as dívidas e execuções em curso, a empresa está sem alternativas para resolver seu problema de liquidez financeira. O grupo, que enfrenta grave crise financeira desde que virou pivô da Operação Lava Jato, informou que não vai comentar o assunto. Na última sexta-feira, 14, a Caixa, uma das credoras da empresa, iniciou processo de execução das dívidas da empresa. A execução corre em segredo de Justiça, como desdobramento da pressão que o banco público vem fazendo contra o grupo desde o pedido de recuperação judicial da Atvos, braço de açúcar e álcool da holding, no fim de maio. Até a semana passada, os grandes bancos brasileiros negociavam em conjunto uma recuperação extrajudicial do grupo Odebrecht. Agora, os bancos credores entrarão em uma fila para receber os empréstimos, ao lado de funcionários, governo, fornecedores e outros.

Ex-presidente do Egito morre após audiência em tribunal

Primeiro presidente civil do Egito, eleito depois da Primavera Árabe, Mohammed Morsi, morreu nesta segunda-feira, 17, no Cairo. Membro da Irmandade Islâmica, grupo fundamentalista islâmico, Morsi cumpria sentença de 20 anos de prisão acusado de repressão a manifestantes. De acordo com a TV estatal egípcia, Morsi sentiu-se mal durante uma audiência em um tribunal e morreu em seguida. Ele foi eleito democraticamente em 2012, depois da queda do ditador Hosni Mubarak, que governou o país por 30 anos. Em 2013, foi deposto por um golpe militar depois de protestos populares contra sua gestão. Preso, foi acusado de incitar a violência, disparar um aparato repressivo e de cometer atos de traição. Seu sucessor foi o general Abdel Sisi, atual presidente do Egito.

Xi Jinping visitará Coreia do norte

O presidente da China, Xi Jinping, visitará a Coreia do Norte por dois dias a partir de quinta-feira, disseram as mídias estatais de ambos os países nesta segunda-feira, 17. Ele se tornará o primeiro líder chinês a visitar o país recluso em 14 anos. A China é a única grande aliada da Coreia do Norte, e a visita ocorre em meio a uma disputa prolongada com os Estados Unidos a respeito da desnuclearização norte-coreana. “Os dois lados trocarão opiniões sobre a situação da península e estimularão novos progressos na resolução política da questão da península”, disse a emissora oficial chinesa CCTV. O líder norte-coreano, Kim Jong Un, e o presidente dos EUA, Donald Trump, realizaram uma cúpula em Cingapura no ano passado e outra em Hanói neste ano, mas as esperanças dos observadores em um avanço iminente rumo à desnuclearização diminuíram desde então.