Momento é de fazer a travessia para avanços sociais, diz Padilha

Na avaliação do ministro da Casa Civil, apesar dos ajustes necessários, o Brasil já dá sinais de que está no rumo certo

Brasília – O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou na manhã desta quarta-feira, durante solenidade de um ano dos programas “Uma Ponte para o Futuro & Travessia Social”, que a macroeconomia do País já está bem encaminhada, assim como os esforços para a área da microeconomia, por isso o momento é de fazer a travessia para os avanços sociais.

“Temos que gerar 12 milhões de empregos, temos de resolver a questão da segurança de nossas cidades e temos de resolver o sistema de saúde que está deixando também muito a desejar. Essas são três prioridades absolutas”, disse Padilha.

Ao falar dos problemas na área da segurança pública, como os que ocorreram em presídios do País e agora no Espírito Santo, Padilha falou da preocupação do brasileiro com a segurança e citou que Temer incluiu na pasta da Justiça essa área, não para fazer as atribuições que são pertinentes aos próprios Estados, mas para estar presente na ajuda que for necessária.”Temos convicção de que estamos trilhando o caminho certo”.

Na solenidade de um ano dos programas, o ministro da Casa Civil disse que com o ponte para o futuro, o governo Temer lançou as premissas da base de todas as reformas.

“O nosso governo, aliás, é um governo de reformas. Daí porque agora consolidadas as bases da macroeconomia e da microeconomia, vamos fazer a travessia do social, temos que gerar 12 milhões de empregos, temos de resolver a questão da segurança de nossas cidades e temos de resolver o sistema de saúde que está deixando também muito a desejar. Essas são três prioridades absolutas.”

Na avaliação de Padilha, o Brasil já dá sinais de que está no rumo certo. “A Bolsa de Valores está em torno de 66 mil pontos, os juros estão caindo vertiginosamente, devemos ter este ano juros de um dígito, a inflação deve ficar abaixo do centro da meta e já temos sinais de retomada da economia em várias localidades do Brasil. Estamos saindo da maior crise recessiva da história do País. E, agora com as premissas da travessia social, vamos garantir emprego, segurança, saúde e educação”, destacou.