Michel Temer assume articulação política

Dilma Rousseff transferiu para o vice-presidente as atribuições da articulação do governo

São Paulo – A presidente Dilma Rousseff decidiu transferir para o vice-presidente, Michel Temer, a articulação política do governo. 

O Palácio do Planalto divulgou na noite desta terça-feira um comunicado em que anuncia a saída de Pepe Vargas da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência e atribui esta nova competência ao vice-presidente. 

Com Temer à frente da articulação política do governo, Dilma coloca o presidente do maior partido aliado, o PMDB, no comando de uma área problemática desde o início de seu segundo mandato, com o objetivo de melhorar o relacionamento com o Congresso Nacional, principalmente com o PMDB.

A medida acontece após o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha (PMDB), recusar o convite de Dilma para assumir a Secretaria de Relações Institucionais.

Pepe Vargas era uma escolha pessoal da presidente para a articulação política, que vinha recebendo críticas da base aliada e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A troca de ministro, feita após uma reunião da presidente Dilma com líderes governistas no Planalto, foi confirmada anteriormente pelo deputado Sibá Machado (PT-AC), líder do governo na Câmara dos Deputados, e pelo senador Eunício Oliveira (PMDB-CE)

Os dois participaram da reunião dos líderes da base aliada nesta terça-feira.

De acordo com a Reuters, o peemedebista afirmou que Dilma aproveitou também a reunião, marcada para tratar das medidas de ajuste fiscal patrocinadas pelo governo, para pedir que o Legislativo corte gastos e evite aprovar novas despesas.

Texto atualizado às 19h13