Metroviários aceitam reajuste salarial e cancelam greve

Os metroviários aceitaram a proposta de reajuste salarial do Metrô e não vão fazer greve amanhã

São Paulo – Os metroviários aceitaram a proposta de reajuste salarial da Companhia do Metropolitano (Metrô) e não vão fazer greve nesta terça-feira, 2.

Em assembleia na noite desta segunda-feira na sede do sindicato, os funcionários optaram por aceitar o reajuste salarial de 8,29%, sendo 7,21% do IPC/Fipe (Índice de Preços ao Consumidor, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) e mais 1% de produtividade, além de reajuste de 10% para vale-refeição e vale-alimentação.

Para tentar evitar a paralisação, a empresa fez essa proposta na tarde desta segunda-feira, em audiência no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT).

A reunião, que durou cerca de quatro horas, também discutiu a participação nos resultados dos metroviários.

Eles pleiteavam o benefício de forma linear e igualitária, mas o Metrô fez contraproposta garantindo-se pagamento mínimo (R$5.263,90, já com reajuste), porém com metas atreladas tanto à parcela fixa quanto à variável para este ano.