Mesa da Câmara discutirá processo para cassar Genoino

A reunião foi marcada após o presidente do STF ter comunicado ontem à Câmara sobre a decisão de condenar o deputado à prisão

Brasília – O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), convocou para amanhã, 21, às 9h, uma reunião da Mesa Diretora da Casa para discutir a possível abertura de processo de cassação contra o deputado José Genoino (PT-SP), preso desde sexta-feira (15/11).

Ontem à noite, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, comunicou à Câmara dos Deputados sobre a decisão tomada na semana passada pelo pleno da Corte que resultou na prisão de parte dos condenados no mensalão, entre eles, Genoino. O comunicado foi feito após Henrique Alves ter reclamado de a Corte não ter informado a Câmara sobre a prisão.

O documento enviado por Barbosa não menciona diretamente a possibilidade de perda de mandato por condenação criminal definitiva, prevista na Constituição. Ele apenas cita o artigo que trata da suspensão de direitos políticos. Não há ainda nenhuma citação expressa da situação de Genoino.

“Comunico a Vossa Excelência para fins do artigo 15, inciso III, da Constituição Federal que o Supremo Tribunal Federal (STF) na sessão plenária realizada em 13 de novembro de 2013 proferiu decisão colegiada nos autos em epígrafe, nos termos da certidão de julgamento anexada por cópia”, diz Barbosa no comunicado endereçado a Alves.

Anexo ao documento foi enviada a lista dos 40 denunciados na ação penal e a ata da decisão do plenário que determinou a execução dos capítulos nos quais não foram impostos embargos infringentes. Foi com base nessa decisão do plenário que Barbosa emitiu os 12 mandados de prisão na sexta-feira passada.