Mercado flerta com Bolsonaro, mas o que ele pensa sobre economia?

Deputado aparece em segundo lugar nas pesquisas, mas desconversa quando o assunto são as propostas econômicas para o país

São Paulo – Em segundo lugar na última pesquisa de intenção de votos, o deputado Jair Bolsonaro já começa a parecer a melhor alternativa à Presidência para alguns analistas do mercado financeiro, segundo a Coluna do Estadão. A avaliação desses analistas é que o temor de um novo mandato de Luiz Inácio Lula da Silva pode afugentar capitais estrangeiros do Brasil – uma repetição do cenário pré-eleição de 2002.

Mas o que o pré-candidato pensa sobre economia? A reportagem de EXAME tentou marcar uma conversa com ele sobre o tema no início deste ano, mas não conseguiu. Em outras entrevistas, no entanto, ele tem adotado a mesma resposta: “quem precisa entender de economia é o ministro da Fazenda que eu vou nomear”.

Uma versão dessa declaração foi feita à jornalista Mariana Godoy, em seu programa de entrevistas na RedeTV, quando um espectador perguntou a opinião de Bolsonaro sobre o tripé macroeconômico (meta fiscal, câmbio flutuante e controle de inflação): “Quem vai falar de economia por mim é minha equipe econômica no futuro”. A apresentadora, então, pergunta se ele já está montando uma equipe. “Estou”. Mas não fala em nomes.

“O que o pessoal exige de mim de entendimento em economia, então teria que exigir o conhecimento em medicina: eu vou indicar o ministro da Saúde. Tem que ter um entendimento em questão de Forças Armadas: vou indicar o ministro da Defesa. O entendimento na questão da agropecuária: vou indicar o ministro da Agricultura. Então é um exagero nessa parte aí. Você pode ver, dos cinco presidentes militares, qual deles era formado em economia? Nenhum. E trouxeram o Brasil da 49ª para a 8ª economia do mundo”.

Mariana Godoy, então, se choca e confronta o pré-candidato à Presidência com a história econômica brasileira. “Oi? Não, eles deixaram o Brasil com muita inflação, fizeram a dívida externa do tamanho que ficou…”

Bolsonaro engasga: “a dívida externa, mesmo com a dívida externa que era grande naquela época, teve inflação no governo Figueiredo”, afirma. E depois desconversa: “Mas olhe a infraestrutura deixada por eles, inclusive nas telecomunicações. Rodovias, portos, aeroportos, a integração da Amazônia. Mesmo com os problemas da Transamazônica, o que ficou de legado pra nós, porque a nossa Amazônia estava condenada a ser perdida, se nós não investíssemos na Zona Franca de Manaus, que foi com o Castelo Branco, os territórios criados. Teve muita coisa boa, não podemos apenas pensar as coisas ruins, que todo governo, nós temos até em casa, Mariana, nós temos nossos problemas, quem dirá governando o país”.

Na mesma entrevista para Mariana Godoy, ele critica a “estatização das empresas brasileiras para a China” e defende as privatizações. Gravou vídeos para seus seguidores na internet criticando a PEC do Teto de Gastos, mas acabou votando a favor da medida no Congresso. Elogiou o legado da ditadura militar no campo econômico para Godoy, mas antes de viajar aos Estados Unidos no começo do mês tinha defendido a extinção de algumas estatais (muitas delas criadas no governo militar) que teriam se tornado “cabides de emprego”.

As contradições dificultam o trabalho de Bolsonaro de achar nomes para compor sua equipe econômica. Segundo a coluna Primeiro Lugar, da revista EXAME, “os economistas sondados têm dúvidas sobre as posições do candidato, que já adotou um tom por vezes liberal, por outras intervencionista”.

À Folha de S.Paulo, o pré-candidato disse, após voltar dos EUA que vai “estudar” em janeiro as informações que vem recebendo nos últimos meses. Bolsonaro é deputado na Câmara há sete mandatos (desde 1991, são 27 anos). As candidaturas à Presidência precisam ser registradas até agosto.

Assista ao trecho da entrevista, que está circulando nas redes:

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Falastrão tosto. Qualquer candidato precisa saber sobre tudo o que é de interesse nacional! Não tem essa de entregar a responsabilidade as equipes ministeriais…nos debates de TV, nas entrevistas coletivas, diante da imprensa internacional, diante da ONU, dos BRICS, do G7, nas conferências disso e daquilo é o Presidente que tem que resolver. Por Deus!! Chega de fazer o Brasil e os Brasileiros passarem vergonha! Bolsonaro é uma farsa! #Ciro2018 #Ciro2018

  2. José Carlos Lobo Barbosa

    Irei votar em Bolsonaro, porque quero leis duríssimas para combater a bandidagem, mas parece que Bolsonaro pretende adiar o máximo possível o seu estudo sobre economia para os debates na campanha.

    Bolsonaro também disse para o jornalista Cláudio Dantas que o plano de governo deve ser apresentado no momento do registro da candidatura em agosto de 2018.

    Logo, infelizmente, teremos que ter paciência.

    Sou um pequeno investidor e adoro economia, finanças, contabilidade, gestão e negócios e também terei que esperar para saber mais sobre mais sobre as ideias e projetos de Bolsonaro na área econômica para seu futuro governo.

  3. Cleiton Ribeiro Alves

    Esse cara deve ta achando que ser presidente é brincadeira. Não há espaço para amador, bolsoMico. Em quase 30 anos como deputado, dois projetos aprovados, é o cúmulo da incompetência!

  4. Está na hora de endireitar o nosso país. Chega de mentiras, manipulações, corrupção e criminalidade com PT, PMDB, PP, PSDB e companhia. Não acredito em salvador da pátria, mas Bolsonaro é o que melhor representa a mudança que necessitamos neste momento. Que ele tenha sabedoria para montar uma boa equipe. Além de Bolsonaro, precisamos renovar nosso congresso. Vamos votar direito!

  5. elienay holanda da silva

    Eu sou mais o Ciro Gomes para presidente

  6. Uérley rOBERT - SON

    #bolsonaro2018, MACONHEIRO .

  7. Marcelo Oliveira

    Mais um analfabeto político tentando a sorte como presidente, se esse país fosse sério uma besta dessas nem se candidatar poderia, devido ao seu desconhecimento sobre o cargo. Vai pro EUA prestar continência pra bandeira americana vai, e leva os bolsominions com vc. #Ciro2018

  8. Paulo Cezar Barbosa

    DETALHE …. LUIZ INÁCIO NÃO ESTÁ EMPATADO COM O DEP. J. BOLSONARO…. A QUEM …. E SOB QUAL PRETESTO… ESTA MATÉRIA QUER ENGANAR ….. CERTAMENTE ENGANARÁ OS MENOS INFORMADOS, VOCÊS SÓ ESQUECERAM DE COMBINAR COM OS JAPONESES ! POIS O ELEITOR DO DEPUTADO É INFORMADO. ASSIM SENDO, A TODOS OS QUE INTERESSAM MONTAR ESTA CORTINA DE FUMAÇA, VAI UM AVISO, A POPULAÇÃO ESTÁ ENOJADA DESTES POLÍTICOS DE PRATILHEIRAS COM CARTAS MARCADAS E SEUS PARTIDOS SUJOS POR PROCESSOS NA JUSTIÇA. NESTE MOMENTO O DEPUTADO JÁ TEM ALGO PRÓXIMO DE 55% DA PREFERÊNCIA DOS ELEITORES NOS ESTADOS DO SUL – SUDESTE – CENTRO OESTE. OBSERVO AINDA QUE, NO NORTE – NORDESTE O LUIZ INÁCIO, PERDEU NO MÍNIMO 70% DOS SEUS ELEITORES. NÃO PODIA SER DIFERENTE DIANTE TODAS AS PROVAS, DENÚNCIAS E DELAÇÕES CONHECIDAS NA LAVA-JATO. ELE ESTÁ ATOLADO DE PROCESSOS, FATO ! FECHANDO O ASSUNTO ELEIÇÃO….. O ÚNICO ADVERSÁRIO DE PESO PARA O DEPUTADO É SEM DÚVIDA AS TERRÍVEIS URNAS ELETRÔNICAS, ORIUNDAS DE FÁBRICA NA VENEZUELA, AS “SMARTMATIC….” AQUELA ONDE RODA UM PROGRAMA SEM ASSINATURA. ESTA SIM, ESTA PODE TIRAR A PRESIDÊNCIA DO SEU VERDADEIRO DONO. COM A PALAVRA…… “AÉCIO NEVES” NA QUALIDADE DE CANDIDATO…… FOI A ÚLTIMA VÍTIMA, ELE DENUNCIOU O FATO, MAS TUDO FOI ABAFADO NO GOVERNO DILMA, QUE NA ÉPOCA ELA AINDA ESTAVA NO PODER. VAMOS VER QUAL SERÁ A ATITUDE DO STE PARA 2018.

  9. Paulo Cezar Barbosa

    CIRO NÃO PASSARÁ DE 5% DO ELEITORADO. MESMO TENDO FORMAÇÃO EM HARVARD UNIVERSITY, E SENDO BEM ARTICULADO, A ELE FALTARÁ O PRIMORDIAL PARA TER UM AVANÇO NAS INTENÇÕES DE VOTO, ELE NÃO TEM O SELO POPULAR….. DIGO, ELE NÃO INSPIRA NENHUMA CONFIANÇA, POIS É DE ESQUERDA. ELE É SÓ UM POLÍTICO DE PRATILHEIRA E VIVERÁ DE UMA OSCILAÇÃO QUE IRÁ DOS 3 A 5 %. BOA SORTE.

  10. Paulo Cezar Barbosa

    CIRO NÃO PASSARÁ DE 5% DO ELEITORADO. MESMO TENDO FORMAÇÃO EM HARVARD UNIVERSITY, E SENDO BEM ARTICULADO, A ELE FALTARÁ O PRIMORDIAL PARA TER UM AVANÇO NAS INTENÇÕES DE VOTO, ELE NÃO TEM O SELO POPULAR….. DIGO, ELE NÃO INSPIRA NENHUMA CONFIANÇA.

  11. Marcelo Schmitz

    ta maluco? Ciro? no minimo tu deve ser um morador do Rj que não sabe escolher candidato e bota o estado nessa M que ta hj, ainda bem que minha saida do Brasil já está programada, vcs que se f**** HAHAHAHAH

  12. Jonathan Rodrigues

    ” leis duríssimas”… Mais um eleitor desinformado. Quem elabora, cria, decreta leis é o Poder Legislativo. Jair Bolsonaro está no congresso há quase 30 anos, dúvido que vc, José Carlos Lobo Barbosa, como eleitor do Bolsonaro, saiba quais projetos dele já foram aprovados.

  13. Jonathan Rodrigues

    Ciro Gomes fez parte da equipe econômica que montou o plano Real, foi Prefeito de Fortaleza altamente popular, foi Governador do Ceará com mais de 70% de aprovação ao sair, ex ministro de integração nacional… Olha as entrevistas que ele dá, se vc entender é claro.

  14. Jonathan Rodrigues

    Concordo com vc, Marcelo Schmitz, Ciro Gomes é o candidato mais preparado, nosso país, com ele presidente, se tornaria uma nação industrializada. Com a industrialização cresce o comércio, o setor de serviços e assim vai, infraestrutura, aumento de arrecadação pra investir em educação básica, em saúde , segurança pública…