Membro do COI detido no Rio renuncia a cargos

A imprensa brasileira informou que Hickey foi preso em um hotel onde estão hospedados alguns dirigentes olímpico, na Barra de Tijuca

O irlandês Patrick Hickey, membro do Comitê Olímpico Internacional (COI) detido nesta quarta-feira no Rio de Janeiro como parte de uma investigação sobre uma rede ilegal de venda de ingressos para os Jogos Olímpicos, renunciou “temporariamente” de todas as suas funções.

Hickey, de 71 anos, renunciou da “presidência do Comitê Olímpico Irlandês, da sua função de membro do COI, da presidência dos Comitês Olímpicos da Europa e da vice-presidência da Associação dos Comitês Olímpicos”, informou o comitê irlandês em um comunicado.

A imprensa brasileira informou que Hickey foi preso em um hotel onde estão hospedados alguns dirigentes olímpico, na Barra de Tijuca.

A detenção do alto dirigente do COI parece estar vinculada à desarticulação de uma rede internacional de revenda ilegal de ingressos para os Jogos do Rio.