Megaoperação da PM em SP leva à prisão 180 pessoas

As blitze, segundo a Polícia Militar, tinham como objetivo de "combater a criminalidade, principalmente, roubo e furto de veículos, roubo de caixas eletrônicos e tráfico"

São Paulo – Foi divulgado na madrugada desta sexta-feira o balanço final da megaoperação “Satélite”, realizada pela Polícia Militar entre as 14h e a meia-noite desta quinta-feira (27), em todo o Estado de São Paulo. O efetivo utilizado pela corporação foi de quase 30 mil policiais. As blitze, segundo a PM, tinham como objetivo de “combater a criminalidade, principalmente, roubo e furto de veículos, roubo de caixas eletrônicos e tráfico de entorpecentes, além de ações educativas de trânsito por meio de bloqueios policiais”.

Segundo o balanço divulgado pela PM, foram presas em flagrante 180 pessoas, outras 64 que eram procuradas pela justiça foram recapturadas e 72 adolescentes foram apreendidos. Durante as blitze, foram abordadas mais de 64 mil pessoas. Um total de 47 armas, 32 de fogo, foi apreendido durante a megaoperação.

Os policiais montaram 2.307 pontos de bloqueio, vistoriaram 42.511 veículos, recuperaram 39, apreenderam 1.443 e submeteram 1.885 motoristas ao bafômetro. Em relação ao crime de tráfico de drogas, a PM realizou apreensão de mais de 120 quilos de entorpecentes.