Marun quer estabelecer “diálogo mais aberto” com parlamentares

Para tentar aprovar a reforma da Previdência, o governo tem negociado o atendimento a uma série de demandas de parlamentares

Brasília – Recém-empossado no cargo de articulador político do Palácio do Planalto, o peemedebista Carlos Marun defendeu nesta sexta-feira, 15, que a Secretaria de Governo tenha “estrutura para receber parlamentares e equacionar demandas com menos dificuldades”.

Em entrevista coletiva após sua posse, o peemedebista disse que quer estabelecer um “diálogo mais aberto” com os parlamentares.

Para tentar aprovar a reforma da Previdência, o governo tem negociado o atendimento a uma série de demandas de parlamentares, inclusive o pagamento mais célere de emendas.

Esses recursos são importantes para deputados e senadores porque são direcionados às suas bases eleitorais e se transformam em capital político – principalmente em ano de campanha, como será 2018.

A Secretaria de Governo é o principal canal de negociação entre o Congresso e o Planalto. “Quero estabelecer um diálogo mais aberto com parlamentares. Temos que ter estrutura para receber os parlamentares e equacionar as demandas com menos dificuldades”, afirmou Marun.

O ministro disse que ainda não definiu nenhum tipo de mudança na equipe de articulação, mas adiantou que pretende trabalhar nas próximas semanas pela aprovação da reforma da Previdência, prioridade atual do governo.

Segundo ele, os trabalhos podem ser feitos em Brasília e eventualmente em alguns Estados, para atingir parlamentares que retornam às suas bases durante o recesso.