Marun irá presidir comissão especial da reforma da Previdência

A expectativa do governo é que a reforma seja aprovada nas duas Casas ainda no primeiro semestre

Brasília – O PMDB indicou nesta segunda-feira o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) para ocupar a presidência da comissão especial que analisará a reforma da Previdência.

Na semana passada, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), havia declarado que o presidente seria o deputado Sergio Sveiter (PMDB-RJ), mas diante da desistência do primeiro indicado, o PMDB escolheu Marun.

A comissão especial que analisará o mérito da proposta, considerada prioritária pelo governo, deve ser instalada ainda nesta semana, possivelmente na terça-feira. O deputado Arthur Maia (PPS-BA) foi indicado como relator da proposta.

Marun era um dos principais aliados do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e no final do ano passado chegou a visitá-lo em Curitiba, onde está preso em investigação da operação Lava Jato.

Após tramitar pela comissão especial, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera as regras da Previdência ainda precisa passar por dois turnos de votação no plenário da Câmara antes de seguir para o Senado.

A expectativa do governo é que a reforma seja aprovada nas duas Casas ainda no primeiro semestre.