Marun: Intervenção não para negociação da reforma da Previdência

O ministro da Secretaria de Governo disse está mantida a reunião entre lideranças aliadas no início da próxima semana para discutir Previdência

Brasília – O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou nesta sexta-feira que a intervenção federal na área de segurança pública do Rio de Janeiro não impede a continuidade das negociações sobre a reforma da Previdência.

Em nota divulgada nesta sexta, Marun afirmou que a Constituição veda qualquer emenda a seu texto durante a vigência de intervenção federal, “não cabendo aí qualquer interpretação que não seja a literal”.

“A mesma não suspende as tratativas que visam a obtenção do apoio parlamentar necessário a modernização da nossa Previdência”, disse o ministro na nota, acrescentando que está mantida a reunião entre lideranças aliadas no início da próxima semana para discutir Previdência.