Marina e viúva de Campos não irão à reunião do PSB

Apenas os 35 membros do colegiado e alguns convidados estarão presentes na reunião

Brasília – A Executiva Nacional do PSB se reúne na tarde desta quarta-feira, 8, na sede nacional do partido, em Brasília, para oficializar sua posição no segundo turno. A expectativa é que a sigla declare apoio ao tucano Aécio Neves, uma vez que até ontem apenas quatro dos 27 diretórios regionais não haviam tomado uma posição.

A ex-candidata à Presidência da República Marina Silva e seus aliados da Rede Sustentabilidade, partido em fase de criação, não participarão do encontro porque não fazem parte da Executiva do PSB.

Apenas os 35 membros do colegiado e alguns convidados – como o deputado e senador eleito pelo Rio, Romário, o governador eleito de Pernambuco Paulo Câmara, e os candidatos a governador que disputam o segundo turno – estarão presentes na reunião.

Não está prevista a presença de Renata Campos, viúva do presidente da sigla Eduardo Campos, ou de membros da família do ex-governador de Pernambuco.

O atual presidente do PSB, Roberto Amaral, pretende ligar para Renata antes do início da reunião. Da família de Campos, apenas seu irmão, o advogado Antônio Campos, declarou oficialmente apoio a Aécio Neves.