Marina diz que Feliciano é criticado por ser evangélico

Marina é contra a presença de Marco Feliciano na Comissão de Direitos Humanos, mas considera que as críticas contra o deputado se referem ao fato dele ser evangélico

São Paulo – A provável candidata à Presidência em 2014, Marina Silva, disse ontem que o deputado federal Marco Feliciano, apesar das posições equivocadas, está sendo criticado por ser evangélico. Marina, ela própria seguidora da Assembleia de Deus, participou de um debate nesta terça-feira à noite em um auditório cheio de estudantes da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), em Recife.

Feliciano está sendo criticado por ser evangélico, e não por suas opções politicas equivocadas, disse ela (veja vídeo abaixo).

Hoje pela manhã, uma matéria do Diário de Pernambuco afirmando que Marina havia defendido o deputado e pastor Marco Feliciano teve grande repercussão nas redes sociais. A assessoria do partido Rede Sustentabilidade havia afirmado que divulgaria uma nota em resposta à polêmica, o que não ocorreu até às 19h desta quarta.

Mas o vídeo com o debate foi colocado no perfil oficial da ex-ministra no YouTube.

As mais recentes afirmações de Marina não defendem o deputado, mas alegam que há um componente contra a religião nas críticas que lhe são feitas.

Em abril, ela disse em Campinas (SP) que Feliciano é “despreparado” e “jamais poderia assumir” a Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Afirmou então que não gosta é quando a “questão fica religiosa”.

A gente acaba combatendo um preconceito com outro, afirmou a ex-senadora, em Recife, ao se dizer uma grande defensora do Estado laico.

Marina exemplificou que também ateus devem ser julgados por possíveis posições políticas equivocadas, não por serem ateus.

A ex-ministra do Meio Ambiente, esteve em Recife para um encontro com o também virtual presidenciável Eduardo Campos (PSB) e para impulsionar a coleta de assinaturas de seu novo partido, a Rede Sustentabilidade, no estado.

O governador de Pernambuco assinou ficha pela criação da sigla, mas não houve troca pública de elogios. O encontro com universitários, para falar sobre democracia e sustentabilidade, fechou a agenda de ontem. Ela deve permanecer na cidade até hoje.

Atualizada às 19h do dia 15/05 para inclusão do vídeo e correção e inclusão de falas de Marina divulgadas no vídeo