Marcos Pontes é internado e recebe alta no mesmo dia

Segundo boletim médico, o ministro deu entrada com quadro de náusea, tontura, dificuldade de andar, sudorese e vômito

São Paulo — O ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, recebeu alta na tarde desta quinta-feira (11), após ter sido internado no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, nesta manhã.

Segundo boletim médico, o ministro deu entrada com quadro de náusea, tontura, dificuldade de andar, sudorese e vômito. “Tal quadro iniciou-se há uma semana, tendo se agudizado nesta quinta-feira”, diz o documento. 

Após exames, Pontes recebeu alta com recomendação de repouso de no mínimo dois dias.

 (MCTIC/Divulgação)

Hoje, o ministro iria participar de uma audiência na Câmara dos Deputados para prestar esclarecimentos sobre a exoneração de Ricardo Galvão, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em agosto, após embates sobre a divulgação de dados do desmatamento. O órgão é subordinado à pasta de Pontes.

Pontes de 56 anos, foi o primeiro (e único) astronauta brasileiro a viajar ao espaço. Foi em 2006, a bordo de um foguete russo.

No governo, o ministro tem sofrido com cortes no orçamento. Recentemente, anunciou que sua pasta não terá dinheiro para pagar bolsas de pesquisas do CNPq até o fim do ano. Na semana passada, fez remanejamento interno no orçamento para pagar o valor referente ao mês de setembro.

A situação até o fim do ano, porém, ainda não está resolvida. Faltam ainda R$ 250 milhões até dezembro para garantir os repasses aos bolsistas. O pedido do ministro é que o dinheiro seja obtido junto do fundo abastecido com recursos recuperados pela Operação Lava Jato, mas ainda não há definição.