Manifestantes sem-terra deixam Instituto Lula

Os manifestantes ocuparam as instalações do instituto durante cerca de 30 horas e abandonaram hoje o local

São Paulo – Um grupo de integrantes do Movimento dos Trabalhadores sem-terra (MST) abandonou nesta quinta-feira a sede do Instituto Lula sem causar danos, informaram fontes da entidade criada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os manifestantes ocuparam as instalações do instituto durante cerca de 30 horas e abandonaram hoje o local após realizar uma assembleia interna.

Um porta-voz da fundação afirmou que não foram registrados danos durante a ocupação, que tinha como objetivo pressionar Lula para que ele interceda na política agrária do governo.

A principal demanda do protesto é evitar o despejo de 70 famílias do acampamento Milton Santos, localizado em uma fazenda no município de Americana, em São Paulo.

O instituto foi fundado em janeiro de 2010 quando Lula deixou a Presidência e tem como principal objetivo promover a integração latino-americana.