Maioria dos brasileiros apoia impeachment de Dilma

Pesquisa do Datafolha aponta que 63% apoiam abertura do processo de impeachment contra a presidente por conta do que já foi apurado na Operação Lava Jato

São Paulo – Levantamento feito pelo Instituto Datafolha aponta que 63% dos brasileiros apoiam a abertura de processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. A matéria com o dados da pesquisa foi divulgada neste sábado (11) no site da Folha de S. Paulo.

O principal motivo apontado pelos entrevistados para justificar a abertura do processo de impeachment contra a presidente é o que já se sabe até agora sobre as investigações conduzidas pela Polícia Federal na Operação Lava Jato

A ação, que está em sua 11ª fase (veja o que a polícia já fez em cada fase da Lava Jato), apura esquema de corrupção e pagamento de propina na Petrobras que envolve grandes empreiteiras do país, políticos e partidos.

João Vaccari Neto, tesoureiro do partido da presidente, o PT, foi chamado para prestar esclarecimentos à polícia na 9ª fase da operação. Vaccari também prestou depoimento na CPI da Petrobras nesta semana

Perguntados sobre a ligação de Dilma com o esquema de corrupção da Petrobras, 57% dos entrevistados pelo Datafolha acreditam que a presidente sabia e deixou acontecer, 26% opinam que a presidente sabia, mas não podia evitá-lo; 12% acham que a presidente não tinha conhecimento sobre essas irregularidades e 5% não souberam responder.

Desconhecimento

Entre os entrevistados que apoiam o impeachment, apenas 37% sabem que o cargo de Dilma seria transferido para o vice presidente. Quando questionados sobre quem ocupa esta função, apenas 12% acertaram o nome de Michel Temer (PMDB). 

O levantamento foi realizado nos dias 9 e 10 de abril e ouviu 2.834 pessoas em 171 municípios. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos porcentuais. 

Manifestações

O levantamento também mostra que 75% das pessoas ouvidas são a favor dos protestos contra o governo Dilma, programados para este domingo (12) em diversas regiões do país. Já 19% se declaram contra, 5% indiferentes e 1% não sabe.