Maia se reúne novamente com ministros para tratar sobre Eletrobras

Presidente da Câmara disse que a ideia era montar um projeto que viabilizasse o investimento privado na estatal, com regulação forte

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o ministro da Economia, Paulo Guedes, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se reuniram nesta noite de segunda-feira para falar sobre o projeto da desestatização da Eletrobras.

No último dia 21 de agosto, Maia disse que a ideia era montar um projeto que viabilize o investimento privado na estatal, com regulação forte e distribuição de recursos para as regiões atendidas pela companhia.

O governo do presidente Michel Temer enviou um projeto de lei ao Congresso, que não foi votado devido a pressões de parlamentares das regiões onde a companhia atua. Segundo o presidente da Câmara, a necessidade de investimentos da Eletrobras chega a R$ 16 bilhões por ano. Sem esses investimentos, a companhia corre o risco de perder grande parcela da sua participação no mercado.

O ministro Paulo Guedes disse em outra ocasião que a ideia é transformar a Eletrobras em uma corporação, após um processo que poderia levantar até R$ 30 bilhões.

O presidente da Câmara também já sinalizou que haveria quase consenso sobre ressarcimento de R$ 3,5 bilhões da União à Eletrobras pela energia consumida na Região Norte. A MP 879, que autorizava o repasse, foi rejeitada no dia 20 de agosto pelos deputados e a expectativa é de que o governo envie um PL para tentar garantir esse pagamento.