Macaé registra 12º caso de febre amarela no Rio

A paciente é moradora da localidade Cachoeiros de Macaé, que fica na divisa com Casimiro de Abreu, município com maior número de casos da doença no estado

Rio – A Prefeitura de Macaé confirmou nesta segunda-feira, 8, que uma moradora da cidade contraiu febre amarela. O caso foi diagnosticado em abril.

A paciente se submeteu ao tratamento e já recebeu alta. É o 12º caso da doença no estado do Rio desde março. Três pessoas morreram.

O município com maior número de casos é Casimiro de Abreu: sete moradores da cidade contraíram a doença. Um morreu.

Outros cinco municípios registraram um caso cada: Macaé, São Fidélis, São Pedro da Aldeia (mas o morador contraiu a doença em viagem à zona rural de Casimiro de Abreu), Maricá e Porciúncula.

As outras mortes ocorreram nesses dois últimos municípios. No caso de Porciúncula, ainda está sendo investigado onde a vítima contraiu a doença.

A 12ª pessoa a contrair a doença no estado é uma mulher de 42 anos, moradora da localidade Cachoeiros de Macaé, que fica na divisa com Casimiro de Abreu.

Segundo a prefeitura, a paciente visitou a cachoeira Pai João, em Casimiro de Abreu, uma semana antes de apresentar os sintomas da doença.

No dia 9 de abril ela buscou atendimento em um hospital de Casimiro de Abreu e no mesmo dia foi transferida para o Hospital Público Municipal (HPM).

Em 10 de abril a paciente foi encaminhada para o Hospital São Sebastião, no Rio de Janeiro – unidade de referência para o tratamento da doença no Estado -, de onde recebeu alta no dia 18 de abril.

Macaé tem cerca de 240 mil habitantes, dos quais cerca de 175 mil já se vacinaram, segundo a prefeitura. A administração informou que nesta terça-feira, 9, vai iniciar nova estratégia de imunização, inclusive para os idosos.

O Ministério da Saúde já disponibilizou aos 92 municípios do Rio quase 4,7 milhões de doses da vacina contra a febre amarela.