Lula pede unidade à esquerda e apoia reeleição de Chávez

Em um vídeo exibido no final do encontro, Lula revelou que "gostaria muito de estar" em Caracas

São Paulo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu nesta sexta-feira, no encerramento do Foro de São Paulo, em Caracas, que a esquerda se mantenha unida, e manifestou seu apoio à reeleição do líder venezuelano, Hugo Chávez.

Em um vídeo exibido no final do encontro, Lula revelou que “gostaria muito de estar” em Caracas “e não apenas para integrar a delegação do Partido dos Trabalhadores (PT), mas também para dar um forte abraço no meu companheiro Hugo Chávez”.

“Sob a liderança de Chávez o povo venezuelano obteve conquistas extraordinárias (…) que precisam ser conservadas e consolidadas”, disse Lula no vídeo transmitido no encerramento do Foro de São Paulo.

“Chávez, conta comigo, conta conosco aqui do PT, conta com a solidariedade da esquerda, de cada democrata e de cada latino-americano: sua vitória será nossa vitória”, destacou Lula sobre as eleições de 7 de outubro na Venezuela.

Lula lembrou que “em 1990, quando criamos o Foro de São Paulo, nenhum de nós imaginou que em apenas duas décadas chegaríamos aonde chegamos. Naquela época, a esquerda estava no poder apenas em Cuba. Hoje, governamos um grande número de países e, onde somos oposição, os partidos do Foro têm uma influência crescente na vida política e social”.

“Ainda há muito o que fazer (…) e faremos se soubermos manter nossa principal característica: unidade na diversidade”, concluiu Lula.