Lula chega na Justiça Federal para depor a Moro na Lava Jato

Ex-presidente deixou escritório próximo da sede e já está no local do depoimento

Curitiba – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou na tarde desta quarta-feira ao tribunal da Justiça Federal do Paraná, em Curitiba, para prestar depoimento ao juiz Sérgio Moro sob forte esquema de segurança e em meio a manifestações de apoio.

Lula desceu do cargo na frente do prédio e entrou a pé. Um pouco antes, enquanto se dirigia ao tribunal, também desembarcou para cumprimentar apoiadores que gritavam seu nome.

Cerca de 500 policiais militares foram mobilizados para cercar o edifício da Justiça Federal e atiradores de elite foram posicionados nos edifícios vizinhos, mediante a expectativa da presença de milhares de militantes de movimentos sociais que prometeram se manifestar em Curitiba em apoio ao ex-presidente.

O processo em que o ex-presidente irá depor diz respeito a um apartamento tríplex no Guarujá (SP), que, segundo a acusação, teria sido dado a Lula pela empreiteira OAS em troca da favores. A defesa do ex-presidente afirma que o apartamento não é e nunca foi de Lula, que teria apenas uma opção de compra, nunca exercida.

Lula embarcou nesta manhã de São Paulo rumo à capital paranaense para o depoimento marcado para as 14h. O ex-presidente foi recepcionado por cerca de 50 parlamentares e outros petistas de alto escalão, incluindo a ex-presidente Dilma Rousseff e os governadores do Acre, Tião Viana, e do Piauí, Wellington Dias, no hangar de uma companhia de jatos fretados, aos gritos de “Lula, guerreiro do povo brasileiro”.

Sorridente, o ex-presidente posou para fotos e vídeos antes de deixar o local.

Veja o momento da chegada do ex-presidente ao fórum:

“Foi uma demonstração forte de apoio, vários deputados, senadores, uma quantidade boa de gente. O presidente está muito tranquilo”, disse o deputado Carlos Zarattini (SP).

Do hangar, Lula foi para um escritório de advocacia. Localizado em um bairro residencial, havia pouca movimentação no local, cercado por um muro alto e cerca elétrica. Ao ver a movimentação de jornalistas, no entanto, curiosos começaram a parar para esperar o ex-presidente sair.

No centro de Curitiba, defensores de Lula se concentraram em uma praça, depois de uma marcha do acampamento onde passaram a noite. Deputados e senadores também foram ao local. Um grupo de cerca de 200 pessoas do MST conseguiu chegar até a primeira barreira que cerca o prédio da Justiça Federal do Paraná.

Três pedidos de liminar impetrados pela defesa do ex-presidente no Superior Tribunal de Justiça (STJ) na terça-feira foram negados nesta quarta-feira, mantendo o depoimento desta tarde.

Existe a expectativa dos movimentos sociais de que Lula vá ao encontro deles em um ato marcado para o final da tarde de quarta-feira. De acordo com petistas ouvidos pela Reuters, ainda não há uma decisão. Vai depender da avaliação de segurança e da própria intenção do presidente de marcar o final de seu depoimento com um ato político.

Veja as fotos do dia de depoimento de Lula a Sérgio Moro:

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. junior duarte

    “Lula desceu do cargo na frente do prédio e entrou a pé.” Ele estava de caminhão?