Livro criticado por Bolsonaro é relançado, num golpe às fake news

Segundo a editora Companhia das Letras, o livro nunca foi comprado pelo Ministério da Educação para fins pedagógicos

A campanha de Jair Bolsonaro verá a volta triunfal de um“adversário” nesta quarta-feira, quando a editora Companhia das Letras relança o livro “Aparelho Sexual e Cia”, da escritora francesa Hélène Bruller e ilustrado pelo cartunista suíço Zep . O livro, com nova tiragem de cerca de 3.000 exemplares, voltará a ser distribuído pela Seguinte, selo da editora destinado aos jovens, depois de ficar famoso por ter sido exibido pelo candidato do PSL à Presidência da República no Jornal Nacional.

O relançamento do livro vem em um momento em que Bolsonaro ainda está no hospital, em recuperação de uma atentado a faca sofrido na semana passada. O ataque ao candidato líder nas pesquisas de intenção de voto fez seus adversários, a princípio, moderarem seus ataques. Mas o tom de campanha já foi retomado ontem, quando Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou que o voto em Bolsonaro é um atalho para a volta do PT, que poderia vencer a disputa no segundo turno. Alckmin aponta para a alta rejeição do deputado.

O livro mira, justamente, no Bolsonaro que causa arrepios em 44% dos eleitores, segundo o Datafolha. Na entrevista ao Jornal Nacional, no final de agosto, Bolsonaro afirmou que o livro fazia parte do material do “kit gay”, que estava disponível na biblioteca das escolas públicas para crianças. Na prática, nenhuma dessas informações se mostraram verdadeiras, e o relançamento do livro só relembra a polêmica.

Segundo a editora, o livro nunca foi comprado pelo Ministério da Educação para fins pedagógicos, e sim pelo Ministério da Cultura, que, em 2011, adquiriu 28 exemplares para bibliotecas públicas — e não para escolas públicas. O livro, que vendeu mais de 1,5 milhão de exemplares ao redor do mundo, também não é para crianças, mas sim indicado a alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental — adolescentes dos 11 aos 15 anos.

Não foi a primeira vez que Bolsonaro deu informações ou fatos inverídicos em entrevistas. Na mesma ocasião, logo antes de mencionar o livro, o candidato do PSL falou sobre o “9º Seminário LGBT infantil”, que nunca existiu. No final de julho, durante o Roda Viva, o capitão reformado afirmou que “os portugueses nem pisavam na África” e que “os próprios negros que entregavam os escravos”, afirmações desmentidas pela antropóloga da Universidade de São Paulo (USP) Lilia Schwarcz em artigo na Folha de S.Paulo.

No entanto, a prática de dizer inverdades não é exclusiva do discurso eleitoral de Bolsonaro. EXAME comparou os dados de duas agências de checagem de informações, a Lupa e a Aos Fatos, sobre as informações dadas por Bolsonaro, Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB) em suas entrevistas ao Jornal Nacional. A Lupa analisou 14 fases de cada presidenciável, enquanto o Aos Fatos, seis.

Somando a checagem de ambas agências, Bolsonaro foi o candidato que mais mentiu: sete informações falsas. Mas os resultados dos outros candidatos não ficam muito atrás. Marina e Ciro deram seis informações falsas, enquanto Alckmin deu quatro.

O que chama atenção no caso de Bolsonaro é que ele também foi o candidato que disse menos informações verdadeiras: seis, das quais três foram classificadas como “verdade, mas…”, o que significa que a afirmação não é totalmente correta. Esticar a verdade é outra prática comum para os candidatos, e para seus seguidores. Nesta quarta-feira, a Companhia das Letras marca posição contra as notícias falsas com “Aparelho Sexual e Cia”. Lê quem quer, evidentemente.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jorge Delmar Machado

    Que vergonha hein VExame ?! Vocês jornalistas marxistas não tem vergonha mesmo! Não lerei mais as FakeNews de vocês!

    1. #FORAJAIRBOLSONAZI DESEQUILIBRADO E IDIOTA

      e você hétero retardado, em matéria de vergonha você também NÃO fica para trás não, paga de “hétero conservador” aqui mas, ai do outro lado da tela toca uma punheta para as fotos de homens bombadões na internet que eu sei.

  2. Marcia Candido

    Eu já escolhi pra quem vai meu voto para presidência. Vou de Geraldo Alckmin.

    1. #FORAJAIRBOLSONAZI DESEQUILIBRADO E IDIOTA

      vish, piorou mais ainda kkkkkkkkkkk

  3. Pedro Evandro Montini

    Exame não é dona da verdade, muito menos professores da USP. Vão estudar!

  4. Lupa e Aos Fatos são duas fachadas lotadas de petistas e financiadas por George Soros. Isto são duas informações CHECADAS. Entre no twitter ou Facebook de qualquer funcionário dessas agências e veja o conteúdo.

  5. A playboy segurou a Abril por mto tempo. Qdo decaiu, a organização afundou. Isso mostra a qualidade do conteúdo e a gestão bem feita. São conteúdos como esse que estão levando vc ao buraco. O capitalismo é justo com quem não produz com qualidade.

  6. alessandro santana

    Que vExame. É BOM JAIR SE ACOSTUMANDO!!!!

    1. #FORAJAIRBOLSONAZI DESEQUILIBRADO E IDIOTA

      Que vExame, É BOM JAIR PERDENDO E SE COSTURANDO!!!!

  7. Silva Silva777

    Meus parabéns à reportagem, que demonstra a verdadeira face de um hipócrita, anjo caido com disfarçado de anjo da luz, capaz de fazer tudo para chegar ao poder, nem que tenha de inventar teorias da conspiração e fake news para conseguir tal façanha, pois essa gente hipócrita e fascista sabe que a maioria da pipulação está mergulhada em ignorância, pois há estilo ao senso crítico na educação. Aqui eu vejo critérios, responsabilidade, diferente desses canais de youtube que esoalham mentiras e boatos, e que podem estar a serviço de outros governos. De qualquer forma, já fui muito crítico e ainda sou da velha mídia, mas tenho de concordar com uma coisa, esta causa menos malefícios à mente humana, sociedade, do que esses nanaizinhos de YouTube que além de não terem critérios, se prestam a espalhar teorias mirabolantes, que servem se não ao interesse de fascistas. Uma mentira dita mil vezes se torna verdade, agora já pensou o quão perigosa essa pode se tornar se for dita milhões de vezes mediante pessoas ignorantes?

    1. Silva Silva777

      Meus parabéns à reportagem, que demonstra a verdadeira face de um hipócrita, anjo caido disfarçado de anjo da luz, fomentador do ódio, capaz de fazer de tudo para chegar ao poder, nem que tenha de inventar teorias da conspiração e fake news para conseguir tal façanha, pois essa gente hipócrita e fascista sabe que a maioria da população está mergulhada em ignorância, pois não há estimulo ao senso crítico na educação, que por fim resulta em pessoas acreditando em qualquer coisa que alguém diga sem analisar com prudência os fatos. Aqui eu vejo critérios, responsabilidade, diferente desses canais de youtube que espalham mentiras e boatos, e que podem estar a serviço de outros governos. De qualquer forma, já fui muito crítico e ainda sou da velha mídia, mas tenho de concordar com uma coisa, esta tem causado menos malefícios à mente humana, para a sociedade, do que esses canaizinhos de YouTube que além de não terem critérios, se prestam a espalhar teorias mirabolantes, que serve muito ao interesse de fascistas. Uma mentira dita mil vezes se torna verdade, pela força de uma crença ignorante, agora já pensou o quão perigosa essa pode se tornar se for dita milhões de vozes, diversas vezes através de canais que propagam ignorância? Se quisermos proteger a democracia, bom é que se regule melhor a imprensa, e que se dê uma educação de estimulo ao senso crítico, em relação às informações que entram pelo sentido.

    2. Tiago Xavier

      Não fala merda!!! Tive acesso ao livro em questão… na bibliografia diz que é destinado para crianças de 4, 5 e 6 anos de idade!!!
      Qual o país que tu vive? Bolsonaro incentiva o ódio na tua opinião mas quem vota no Bolsonaro não pode ter um adesivo dele por medo que quebrem ele ou te dêem uma facada na rua!!! Já vivemos em uma ditadura!!! Roubalheira, vergonha mundial!!! Cria vergonha na tua cara e admite que mais da metade dos brasileiros não aguentam mais!!!