Linha 4-Amarela do metrô ficará fechada neste domingo

Testes de sinalização e controle de trens serão feitos para a abertura da Estação Fradique Coutinho

São Paulo – Todas as seis estações da Linha 4- Amarela do Metrô (Butantã, Pinheiros, Faria Lima, Paulista, República e Luz) ficarão fechadas neste domingo, 2.

Os últimos testes de sinalização e controle de trens serão feitos para a abertura da Estação Fradique Coutinho, prevista para 15 de novembro.

A concessionária ViaQuatro, que opera a Linha 4, colocará ônibus à disposição dos passageiros para o transporte entre as Estações Butantã, Pinheiros e Faria Lima até a Estação Clínicas, da Linha 2-Verde (Vila Prudente-Vila Madalena). As viagens de ônibus serão gratuitas.

Os usuários da CPTM que desembarcarem na Estação Pinheiros, da Linha 9- Esmeralda (Osasco-Grajaú), e que não poderão se transferir para a Linha 4-Amarela, também serão atendidos por ônibus.

Serão distribuídas senhas na área paga da Estação Pinheiros, próximo aos bloqueios.

Estas senhas possibilitarão aos usuários seguirem viagem até a Estação Clínicas, da Linha 2-Verde. No sentido inverso, as senhas serão distribuídas também na área paga da Estação Clínicas, perto dos bloqueios.

Esta senha garante somente a transferência entre as Estações Pinheiros e Clínicas e vale apenas para este domingo, dia da interdição.

Nova estação

A Estação Fradique Coutinho funcionará, inicialmente, das 10h às 15h. Somente a partir do dia 22, de acordo com a ViaQuatro, Fradique Coutinho funcionará em horário integral, ou seja, entre 4h40 e meia-noite.

A estação fica na Rua dos Pinheiros, altura do número 620, na esquina com a Rua Fradique Coutinho, em Pinheiros, na zona oeste da capital paulista.

A parada tem duas entradas pela Rua dos Pinheiros, mas nenhuma pela Avenida Rebouças, que fica a um quarteirão de distância e é a via mais movimentada das imediações.

Por ela, devem passar, inicialmente, 15 mil usuários por dia, chegando a 25 mil no futuro, conforme cálculos do Metrô de São Paulo, que construiu a obra, antes de entregá-la à ViaQuatro, que, nas últimas semanas, fez testes nos sistemas da estação.

Trata-se da 66ª estação da rede de metrô de São Paulo, que tem 75,3 km de comprimento.