Líder do PCC, Marcola é transferido para presídio federal em Brasília

Quatro presos ligados ao PCC foram transferidos de Rondônia para uma unidade federal em Brasília

São Paulo — Quatro presos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC) foram transferidos nesta sexta-feira (22) da Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia, para a unidade federal de Brasília. Entre eles está o líder do PCC, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola. A Força Aérea Brasileira foi responsável pelo deslocamento dos presos.

No dia 13 de fevereiro deste ano, ocorreu a primeira operação coordenada pela Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), com os órgãos de Segurança Pública e do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

“A ação é parte dos protocolos de segurança pública relativa à alternância de abrigo dos detentos de alta periculosidade ou integrantes de organizações criminosas, entre as unidades prisionais federais. A medida é estratégica para o isolamento de lideranças e fundamental para o enfrentamento e o desmonte de organizações criminosas”, afirmou o Ministério da Justiça e Segurança Pública em nota

As redondezas da Penitenciária Federal de Brasília, para a qual os quatro presos foram transferidos, terão segurança reforçada pela Força Nacional de Segurança Pública.