Leitura de denúncia contra Temer na Câmara é adiada para dia 25

A decisão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, foi tomada após o início da sessão não contar com quórum suficiente

Brasília – O deputado JHC (PSB-AL) tentou dar início à sessão do plenário da Câmara na manhã desta sexta-feira, 25, mas não conseguiu por falta de quórum.

Com isso, a leitura da segunda denúncia contra o presidente da República, Michel Temer, feita pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot ficará para as 14 horas da segunda-feira, 25.

Por volta das 9 horas, o parlamentar aguardava a chegada de outros parlamentares para começar a sessão, mas o plenário seguiu apenas com a presença dele e do deputado Celso Jacob (PMDB-RJ) até as 9h30, quando ensaiou abrir a sessão, o que novamente não ocorreu. Eram necessários pelos menos 51 presentes para dar início aos trabalhos.

A segunda denúncia da PGR contra Temer chegou na quinta-feira, 21, à Câmara e precisará ser lida em sessão do plenário antes da notificação a Temer e de seu envio à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).

Na peça, o presidente é acusado de organização criminosa e obstrução da Justiça.