Lei de abuso pode ser o fim da Lava Jato, diz procurador

Procurador afirma que projeto de lei apoiado por Renan Calheiros "vai propiciar um esquema no qual não vai haver mais lava jatos de nenhuma espécie"

São Paulo – Uma lei que está em discussão no Congresso pode ameaçar a Operação Lava Jato e outras investigações que envolvam o crime do colarinho branco. É o que diz o procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima, integrante da força-tarefa que tem abalado políticos e empresários no país. As declarações foram feitas ao jornal O Estado de S.Paulo.

“O texto do projeto tem por finalidade principal criar constrangimento para quem investiga situações envolvendo pessoas poderosas, especialmente empresários e políticos”, afirmou o procurador em entrevista.

Ressuscitado este ano, o tema é alvo do projeto de lei 280/2016, que reforma a Lei de Abuso de Autoridade e tem atuação direta do presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL).

O assunto ganhou novo fôlego após a deflagração da Operação Métis, que prendeu policiais legislativos dentro do Congresso Nacional.

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, a ação da Polícia federal deixou Renan Calheiros “furioso” e abre espaço para a aprovação do projeto contra o abuso de autoridade.

Porém, segundo procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, a aprovação do texto como está significaria a “volta do modelo de Justiça criminal para os pobres”, no qual ricos e poderosos não vão para a cadeia.

“O que uma lei dessa vai propiciar é um esquema no qual não vai haver mais lava jatos de nenhuma espécie. A não ser que a pessoa arrisque sua vida pessoal e profissional. Porque ela vai ser ameaçada por corruptos e bandidos em geral, porque vai estar exposta a todo tipo retaliação. Eu posso sofrer uma ação penal privada, é um absurdo”, disse o procurador ao Estado.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Rodrigo Ramos

    Povo vai contra qualquer tipo de ingerência sobre Lava jato

  2. Vitor Eduardo Lourenço

    Deus me livre esses políticos, é revoltante esta situação. Renan está com medo da Lava Jato, pois é um dos principais chefe da quadrilha. Nosso dever como cidadão é ir as ruas impedir essa Lei, por que para exercer a lei independentemente se for negro ou branco, se for rico ou pobre, se for analfabeto ou com ensino superior, ela deverá ser exercida e coloca nem prática. Minha opnião.

  3. Leandro Mariano Jr.

    ja teve ditadura militar e agora vivemos em uma ditadura de bandidos corruptos quando se sentem ameaçados fazem leis para se proteger tira poder de quem e a favor da lei(exercito) agora da policia federal dizem democracia mais o povo quer tirar quase todos de la por causa de corrupção e cade os direito de milhões de brasileiros não vale a mesma coisa que um pouco de politicos

  4. luizPCarlos Dgrecco

    Bem, nesse caso de lei promulgada por mafiosos é partir pras vias de fato, começar emboscadas e matar esse políticos e foda-se… Terra de bandido, fazer o que !?

  5. Claudia Moraes

    TODO MUNDO QUER SABER QUEM É OS IMBECIS IDIOTAS Q TEM CORAGEM JUNTO COM ESSE IMUNDO renan Calheiros SÓ DE SUGERIR UM ABSURDO DESSES
    QUEM VOTAR SIM VAI SE FERRAR FEIO O POVO VAI ACABAR COM VOCES.
    TANTA COISA IMPORTANTE PRA SER VOTADA E SER FEITA
    E ESSES SEM ADJETIVOS NA CARA DURA QUERENDO SE SAFAR. QUE GESTORES PÚBLICOS NÓS TEMOS. TEMOS QUE COLOCAR ESSES CARAS PRA FORA JÁ
    FORA FORA FORA FORA FORA FORA FORA FORA FORA FORA FORA ESSES VAGABUNDOS. SE NÃO TIVER LEI PRA TODOS IGUAIS. VAMOS VER BEM CERTO QUEM VOTOU SIM E ACABAR COM ELES E AS FAMILIAS DELES VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS VAGABUNDOS