Lei cria reassentamento para distrito destruído em Mariana

Chamada atualmente de Lavoura e localizada no distrito de Camargos, a área deve receber 225 famílias desalojadas pela tragédia

São Paulo – Foi publicada nesta quarta-feira, dia 27, no Diário Oficial de Mariana (MG), a lei que cria a Zona de Urbanização Específica de Interesse Social que será utilizada para reassentar a comunidade de Bento Rodrigues, destruída após o rompimento da Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, em novembro de 2015.

Chamada atualmente de Lavoura e localizada no distrito de Camargos, que também foi afetado pelo crime ambiental, a área deve receber 225 famílias desalojadas pela tragédia.

Com a sanção e publicação da lei, Lavoura passa a ser considerada área urbana e pode ser parcelada em lotes menores. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.