Laboratório é aposta para credenciamento antidoping

Com o novo laboratório, Brasil quer recuperar credenciamento antidoping perdido em 2013

Rio de Janeiro - O novo laboratório <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/doping">antidoping</a></strong> do <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/rio-de-janeiro">Rio de Janeiro</a></strong> será inaugurado em setembro e terá assessoria dos operadores das <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/olimpiadas-de-londres-2012">Olimpíadas de Londres-2012</a></strong> para tentar recuperar o credenciamento a tempo para que exames sejam realizados no país durante os <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/olimpiadas-2016">Jogos de 2016</a></strong>.</p>

“O laboratório terá suas instalações completas no mês que vem, dando início ao recredenciamento do controle antidoping para os Jogos”, informou o secretário executivo do Ministério dos Esportes, Luis Fernandes, em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira, a dois anos do início do evento.

A Agência Mundial Antidoping (AMA) anunciou em 27 de agosto de 2013 a retirada do credenciamento do Ladetec, laboratório especializado do Rio de Janeiro, alegando que não satisfazia as exigências de qualidade.

Assim como a instalação anterior, o novo laboratório está sendo erguido no Fundão, campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O complexo contará com “assessores oriundos da equipe que operou o laboratório antidoping de Londres.”

“Em setembro, teremos condições até mais avançadas do que eles tinham em Londres”, acrescentou Fernandes.

A AMA, único órgão que pode conceder o credenciamento necessário, realiza regularmente controles de qualidade nos cerca de 30 laboratórios credenciados ao redor do mundo, para garantir que não apontem resultados positivos para atletas que não se doparam ou vice versa.

O Ladetec já havia enfrentado problemas em 2012, quando o credenciamento tinha foi suspenso de forma parcial por nove meses.

Por conta do descredenciamento, as amostras colhidas durante a Copa do Mundo no Brasil tiveram que ser enviadas num laboratório localizado em Lausanne, na Suíça. A cerimônia de abertura dos Jogos de 2016 está marcada para o dia 5 de agosto.