Justiça marca depoimento de senadora testemunha de Lula

Grazziotin foi uma das líderes da tropa de choque da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) durante o processo de impeachment no Senado

São Paulo – O juiz federal Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal, de Brasília, marcou o depoimento da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM), testemunha de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O petista, o ex-senador Delcídio Amaral (ex-PT-MS) e outros cinco investigados são acusados pelo Ministério Público por tentativa de obstruir a Operação Lava Jato.

Grazziotin foi uma das líderes da tropa de choque da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) durante o processo de impeachment no Senado. A audiência da senadora foi marcada para 15 de fevereiro de 2017, às 14h.

Também são réus nesta ação penal o advogado Edson de Siqueira Ribeiro Filho, o ex-assessor de Delcídio Diogo Feireira Rodrigues, o banqueiro André Santos Esteves, o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula, e o filho de Bumlai, Maurício.

O suposta obstrução de Justiça de caso já havia sido denunciada pelo Procurador-Geral da República (PGR), Rodrigo Janot, em dezembro do ano passado.

No entanto, em decorrência da perda de foro privilegiado do ex-senador envolvido, Delcídio Amaral, e também pelo fato de o crime ter ocorrido em Brasília, a denúncia foi enviada à Justiça Federal do Distrito Federal.

Com essa redistribuição, o Ministério Público Federal do Distrito Federal foi acionado para se manifestar sobre a ação penal e concluiu pela confirmação integral da denúncia prévia de Janot.