Justiça manda PSDB de SP devolver R$ 628 mil ao Tesouro

A autuação veio após a legenda ter suas contas das eleições de 2014 reprovadas

São Paulo – O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) condenou diretório estadual do PSDB a devolver R$ 628 mil ao Tesouro Nacional após a legenda ter suas contas das eleições de 2014 reprovadas.

O partido também teve suspenso o recebimento de recursos do Fundo Partidário por um ano. Contas do DEM, PSB e Podemos também foram rejeitadas. As informações foram divulgadas pelo TRE-SP.

As contas do PSDB eram referentes ao comitê financeiro do diretório estadual, formado para os cargos de deputado estadual, governador, deputado federal e senador nas eleições de 2014.

Com a desaprovação, o Tribunal determinou o recolhimento do montante de R$ 628.471,87 ao Tesouro Nacional e a suspensão do recebimento de recursos do Fundo Partidário pelo período de 12 meses, no ano seguinte ao trânsito em julgado da decisão.

No caso do DEM e do PSB, foram reprovadas as prestações de contas do órgão de direção estadual relativas à campanha eleitoral de 2016. Em razão das irregularidades apontadas, o Democratas teve determinada a suspensão do recebimento de recursos do Fundo Partidário por cinco meses e o Partido Socialista Brasileiro, por um mês.

O Podemos teve as contas partidárias do exercício de 2012 rejeitadas. O partido sofrerá a suspensão do repasse das quotas do Fundo pelo período de três meses.

A reportagem está tentando contato com os partidos.