Justiça do DF permite tratar homossexualidade como doença

Juiz do Distrito Federal proibiu o Conselho Federal de Psicologia de fiscalizar as práticas de "cura gay"

São Paulo – A Justiça Federal do Distrito Federal concedeu uma liminar que pode abrir brecha para psicólogos tratarem a homossexualidade como doença.

O Conselho Federal de Psicologia divulgou uma nota repudiando a decisão e informando que vai recorrer em instâncias superiores.

Segundo eles, as terapias de “reversão sexual” (fazer uma pessoa gay virar hétero) representam “uma violação dos direitos humanos e não tem qualquer embasamento científico”.

A homossexualidade não é mais considerada doença pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

O CFP explica que uma ação popular estava questionando a Resolução 01/99 do Conselho. Nessa resolução, foi acordado que os psicólogos “não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados”.

Isso quer dizer que, segundo a resolução, faz parte do código de ética dos profissionais não discriminar homossexuais nem sugerir tratamentos que “reverteriam” a sexualidade do paciente.

Além disso, especifica que “os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades”.

O juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho manteve o texto válido, mas determinou que o conselho não proíba psicólogos de realizar atendimentos orientados para uma “cura gay”, alegando que a proibição atenta contra a liberdade profissional.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. joao carlos de paula silva

    Gay o Lesbica, é realmente UM DOENÇA.
    E deve ter a oportunidade de ser tratado.
    Agora quem é contra o tratamento, deve estar em estado avançado da doença.
    PORTANTO OS GAYS E LESBICAS DEVEM SEREM TRATADOS, veja o exemplo da novela da Globo, a menina tendo um problema psicológico e não sabendo se era homem ou mulher, ela começou a usar hormônios para virar homem, ela quis ser homem porque era mulher, já o outro era homem e quis virar mulher, portanto percebe-se que é um problema mental.

    1. Claudio Bueno

      Amigo, voce vive na idade da pedra? Seu raciocíneo parece ser um problema mental. Deixe as pessoas serem como elas querem ser. A vida é muito curta pra ficar se preocupando com a sexualidade dos outros. Concentre-se na sua, na sua felicidade, no amor que voce deve ter pelo seu próximo. E se informe antes de escrever essas atrocidades, comparando com a novela da globo. Quem deve ser tratado, é aquele que nao aceita a vida como ela é. E viva a divergencia, tolerancia e informacao. Passar bem.

    2. Lucas Oliveira

      Apoiado o tratamento dessas pessoas

    3. Marcos Albertson

      Pode até não ser uma doença mental… mas todos seres humanos passaram por problemas de duvidas e confusão principalmente na adolescência. e muitas vezes os pais os levam para um psicologo.. Ex: o Jovem fica muito violento em casa, o jovem não obedece os pais..” e casos simples como esses são aconselhados a ter uma consulta com um psicologo, Agora sejam sinceros com vocês mesmo. eu sei que o mundo quer pregar uma visão de tolerância e Etc, sejam sinceros se um pai leva um filho para se tratar por causa de uma falta de atenção na escola, POR QUER ele não pode levar o filho para tratar um comportamento que é divergente da sexualidade que ele NASCEU …. Todos acima de 15 anos acredito que que Estudou Biologia, e sempre ficou claro que Nasce HOMEM OU MULHER e o que determina isso é o órgão sexual. “PONTO” . Então sou muito a favor de que quer ser acompanhado nesse momento que deve ser muito difícil, onde a pessoa se encontra em duvida sobre algo que é bem claro o que ela é… lembro de um filme antigo segue link https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwjCr9CB9a_WAhWJfpAKHd0rCWEQ3ywIKjAA&url=https%3A%2F%2Fwww.youtube.com%2Fwatch%3Fv%3D6w5ew9ntq9o&usg=AFQjCNFTw5P4LuNTdYpd4c-dal_T8quI-Q … então.. deixem quem quer se tratar que se trate.. os que não tem problema com sua sexualidade que sejam felizes.

    4. Gabriel Cardoso Barreto Lima de Meneses

      @Marcos Albertson eu raramente comento em matérias jornalísticas. Porém, a absurdidade do seu comentário conseguiu fazer com que eu me prestasse ao trabalho de redigir esta resposta para esclarecer-lhe alguns pontos fundamentais que certamente lhe faltam ao discutir sobre este tema. Em primeiro lugar, existe uma clara distinção entre SEXO e SEXUALIDADE. SEXO é um conceito determinado exclusivamente por fatores biológicos e, dentre outros, os órgãos genitais. Ao SEXO de uma pessoa são atribuídas duas categorias: o masculino e o feminino. Portanto, acredito que aquele que matou as aulas de Biologia no colégio foi o senhor redator dessa atrocidade. Ou então absorveu o que aprendeu e adaptou o conhecimento à sua ideologia deturpada. SEXUALIDADE diz respeito à orientação sexual de um indivíduo, isto é, a sua preferência para fins amorosos e/ou sexuais. No seu comentário, há a frase: “…por que ele não pode levar o filho para tratar um comportamento divergente da sexualidade que ele NASCEU…”. Eis aqui mais um erro em seu raciocínio arcaico. Os seres humanos NÃO nascem com uma determinada sexualidade. A sexualidade de cada um é construída com base em suas experiências vividas. Existe em nosso país, cuja influência conservadora ainda é fortíssima, um enorme tabu ao se tratar de comportamentos “inortodoxos”. Muitos, consequentemente, não se sentem à vontade para assumir sua verdadeira sexualidade. E comentários como o seu somente colaboram para manter o aprisionamento dessas pessoas que são, independentemente de cor, sexualidade ou religião, seres humanos como todos nós. O grande defeito dos humanos, aliás, é apontar o dedo para uma pessoa ignorando o fato de que está lidando com a mesma espécie. E um último comentário em resposta ao que foi dito por você: comparar um problema de violência juvenil a uma dúvida de sexualidade é simplesmente ridículo. Não apenas porque os assuntos são grotescamente díspares, mas também porque não caracterizam a mesma coisa. Espero que você faça uma profunda reflexão sobre sua opinião e pondere se ela representa um ponto de vista preconceituoso.

  2. Leonardo Andrade

    Parabéns pela iniciativa Justiça Federal do Distrito Federal, precisamos de mais atos como estes para ajudar nossos irmãos, sou totalmente a favor e espero que mais atos como este venham a diante para que possamos renovar os bons costumes de nossa sociedade.

    1. Marcos Albertson

      Verdade, eu sei que o mundo vai cair em cima do Juiz, por quer o mundo se diz tão tolerante, e eles não aceitam que uma pessoa que se sente mal com sua situação de duvida.. seja tratada… o mundo quer impedir que uma pessoa seja tratada mesmo por livre espontânea vontade. ninguém pode obrigar a ninguém a se tratar se for ao consultório será por escolha própria..

  3. E assim o Brasil vai caminhando a passos largos rumo à Idade Média. Perdão, a Idade Média não era tão ruim.

    1. Marcos Albertson

      Exatamente, não era tão ruim.. por quer as pessoas tinham vergonha na cara.

  4. Hermes Sursena

    Até que enfim a Justiça fazendo Justiça, e nao politicagem comunista. Quem quer tratar o desvio sexual, TEM O DIREITO DE TRATAR COM UM PROFISSIONAL HABILITADO.

    1. Marcos Albertson

      Concordo.. Todos tem direitos, quer dizer que se eu não me sinto bem com minha situação de duvida.. não poderia me tratar??? os que se dizem Tolerante.. são intolerante ao extremo proibindo pessoas por livre e espontânea vontade se tratarem.

  5. Gostei pela liberdade dada aos psicólogos para atender os homossexuais que não querem mais está acorrentado aos restos de vidas escolhas que se arrependeram.Que tenham respeito a suas decisões.

    1. Marcos Albertson

      Muito bom… é verdade… ! muitos entram e se sentem envergonhados de sair. por quer ficam muitas marcas… muito triste.

  6. Alexandre moura

    Realmente GAYS e Lésbicas é uma doença, tem realmente que se tratarem, tem que terem oportunidade de se tratarem, quem é contra como disse nosso amigo joa carlos , é porque já estão em estado avançado da doença tornando -se uma aberração da natureza

    1. Aberração foi a hora que sua mãe te colocou no mundo. Vamos estudar, pesquisas, conhecimentos…aposto que os.comentários são de ignorantes e evangélicos…que no final são a mesma merda.

  7. Dayanna Oliveira.

    @wagner
    Concordo com vc plenamente,nao adianta coloca uma bíblia em baixo do braço e sair falando da vida alheia não é mesmo,porque quem acredita em Deus acolhe as pessoas independente da sua sexualidade, e eu não to falando isso porque sou crente ou evangélica, eu apenas acredito, mas isso não muda em nada a minha sexualidade,continuo sendo homossexual e não me envergonho disso, eu me envergonho mesmo é desse país que resolveu ferir os Direitos Humanos.

  8. Luciana Santos

    Vocês não sabem de nada. Tudo homofobicos. Isso não é uma doença, apenas pessoas que nasceram no corpo errado, já nasceram com a opção sexual. Seus preconceituosos do caralho, isso não é uma doença, vocês acha que nos gosta da mesma sexualidade por modinha, por se aparecer? Aí que vocês se enganam, ninguém passa por desprezo, olhar torto, chingamentos, preconceitos, aguentar tudo isso e mais só por modinha? Você acha que nos aguenta isso, nos só passa por isso porque lutamos por nosso direito. Todos somos livres de amar quem quiser, a vida é muito curta para vocês se preocuparem com nossas vida. Nos estamos ciente, ninguém precisa de um psiquiatra, isso não é uma doença. A doença são os de vocês, se Deus aceita nos do jeito que somos, o único mestre dessa terra. Porque os criado dele tem que nos julgar. Se liguem, nos não interfere na vida de vocês, mas vocês sim interfere na nossa. Todos nós temos os direito de amar quem quiser e ser amado..
    LGBT até o fim, não tem juiz que fará nos mudar nossa sexualidade. Vocês estão apenas perdendo o seus tempo. Bjus de luz preconceituosos

  9. andre oliveira carvalho

    http://www.bit.ly/lotofacil_20

    Lotofácil – O Segredo Revelado / ACERTE NA LOTOFÁCIL
    Descubra o Segredo Por Trás Desse Jogo:
    Você Perde Dinheiro toda semana jogando na Lotofácil?
    Toda aposta que você faz na Lotofácil Só Acerta Nove Números

  10. Leonardo Andrade

    Parabéns pela iniciativa Justiça Federal, precisamos de mais atitudes como estas para ajudar nossos irmãos, sou totalmente a favor e espero que mais atos como estes venham a diante para que possamos recuperar os bons costumes de nossa sociedade brasileira e ajudar a nossos próximos a estar mais perto de deus.

    Abraço irmãos.

  11. Carlos André Perin

    os ministros de confissão religiosa, em grande parte, também possuem formação na área da psicologia. Padres eu sei que estudam dois anos. Não sei ao certo se dois ou três anos..
    Não é doença, mas essa proibição tem a intenção de proibir que ministros de confissão religiosa realizem aconselhamentos com vistas à castidade ou ao matrimônio entre um homem e uma mulher. Se um homossexual decidir se condicionar a se casar com uma pessoa do outro sexo ela não será feliz, alguns podem questionar. Na boa, um casal heterossexual se casando da forma como eles querem também não serão felizes. Aliás, não é a felicidade a função do casamento.
    Essa de se casaram e viveram felizes para sempre, só existe em fábulas infantis.

  12. Eduardo Cândido

    FAKE NEWS.

  13. Célio Azevedo

    É MENTIRA dessa notícia. Leia a FONTE PRIMÁRIA. Veja a decisão judicial aqui: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1308352715939782&set=p.1308352715939782&type=3