Justiça determina indenização ao pai de Neymar por difamação

O ex-presidente do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, deverá pagar 20 mil reais ao pai de Neymar

São Paulo – A Justiça determinou neste sábado que o ex-presidente do Santos Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro deverá indenizar em R$ 20 mil Neymar da Silva, pai do atacante Neymar, por danos morais e difamação.

‘Não há dúvida de que a ofensa deliberada e os adjetivos em detrimento foram acusados em um meio esportivo de ampla visibilidade e isso é suficiente para submeter o direito à honra do autor’, o pai de Neymar, assinalou a sentença do Tribunal de Justiça de São Paulo

Ribeiro declarou em maio ao portal ‘ESPN’ que Neymar da Silva era ‘mercenário, de má índole e mentiroso’ e detalhou que parte do dinheiro que ganhou com a transferência de seu filho ao Barcelona foi para pagar supostas orgias no hotel Piccadilly de Londres.

‘Achava que o pai de Neymar era meu amigo. Mas hoje não quero vê-lo na frente do meu carro: em vez de frear, acelero. Não dou a mão a ele e se a estendo é para dar um soco’, afirmou então o ex-presidente do Santos.

Os advogados do pai de Neymar alegaram que o diretor ‘injuriou e difamou o autor, em rede nacional, com a intenção de ofendê-lo pessoalmente com propósito espúrio’, além de ‘ofender a fundo sua honra’.