Justiça de Minas determina reimpressão de ingressos roubados

Torcedor deverá apresentar indícios para provar o extravio do ingresso, como boletim de ocorrência

Brasília – A Justiça de Minas Gerais determinou hoje (4) que a Federação Internacional de Futebol (Fifa) faça a reimpressão dos ingressos de torcedores que tiverem seus bilhetes roubados. A decisão vale para a partida semifinal da Copa do Mundo, em Belo Horizonte, no dia 8 de julho, no Estádio do Mineirão. A informação foi divulgada pela Defensoria Pública do estado.

De acordo com a decisão, o torcedor deverá apresentar indícios para provar o extravio do ingresso, como boletim de ocorrência. Se a reimpressão não for feita em tempo hábil, a Fifa terá que garantir o direito do torcedor de ir ao estádio, garantindo o assento no local definido no bilhete.

O juizado da 31ª Vara Cível de Belo Horizonte determinou ainda que Fifa retire cartazes, afixados em frente ao Mineirão, informando que os ingressos não serão reimpressos e pedindo para que os torcedores não insistam no pedido. Em caso de descumprimento, a entidade terá de pagar multa de R$ 10 mil por ingresso que deixar de reimprimir.