Justiça condena à prisão três filhos de Paulo Maluf

Flavio Maluf pegou a maior pena: 8 anos de prisão por lavagem de dinheiro desviado das obras da Avenida Água Espraiada

São Paulo – Três filhos do ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf, foram condenados por lavagem de dinheiro. A ação tramitava há 12 anos na Justiça e a decisão foi dada pela juíza Silva Maria Rocha, da 2ª Vara Federal Criminal de São Paulo. As informações são do G1.

Flavio Maluf e suas duas irmãs Ligia Maluf Curi e Lina Maluf Alves da Silva eram acusados pelo Ministério Público Federal, desde 2006, de realizar movimentações financeiras no exterior, entre 1997 e 2003, na tentativa de lavar dinheiro desviado de obras na Avenida Água Espraiada (que hoje se chama Avenida Jornalista Roberto Marinho) durante a gestão de Paulo Maluf, entre 1993 e 1996.

O custo da obra feita pelas construtoras Mendes Júnior e OAS foi de 796 milhões, três vezes mais segundo estimativas de testemunhas do processo, segundo informou o G1.

A pena destinada a Flavio foi maior: oito anos em regime fechado. As irmãs pegaram quatro anos em regime semiaberto. Os três condenados podem recorrer em liberdade.