Juiz interroga Youssef e ex-diretor da Petrobrasna quarta

Interrogatório faz parte do trâmite normal das ações penais oriundas da Operação Lava Jato da Polícia Federal

Brasília – O doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa serão interrogados pela Justiça Federal quarta-feira (8), às 14h, em Curitiba.

O interrogatório faz parte do trâmite normal das ações penais oriundas da Operação Lava Jato, da Polícia Federal (PF), e não está ligado ao acordo de delação premiada que ambos fizeram com o Ministério Público Federal (MPF).

A audiência será conduzida pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal.

Com a marcação da audiência, Paulo Roberto Costa será escoltado novamente pela PF do Rio de Janeiro para Curitiba. Beneficiado pelas informações repassadas na delação, Costa cumpre prisão domiciliar em sua residência, no Rio, desde quarta-feira (1º). Youssef está preso na Superintendência da PF , na capital do Paraná.

Nas ações panis oriundas da Operação Lava Jato, Costa e Youssef são acusados de desvio de recursos na construção da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), os desvios na construção da refinaria ocorreram por meio de contratos superfaturados, feitos com empresas que prestaram serviços à Petrobras entre 2009 e 2014.

Segundo o MPF, a obra, inicialmente orçada em R$ 2,5 bilhões, custou mais de R$ 20 bilhões. A investigação indica que os desvios tiveram a participação de Paulo Roberto Costa, então diretor de Abastecimento da Petrobras, e de Alberto Youssef, dono de empresas de fachada.