Nesta quinta sai minuta de MP da reforma trabalhista, diz Jucá

O líder do PMDB no Senado reafirmou o compromisso do governo em fazer a Medida Provisória sobre trabalho intermitente, gestantes, lactantes e jornada

Brasília – O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), sinalizou que o governo não editará nesta quinta-feira, 13, prometida medida provisória para ajustar termos da reforma trabalhista.

Pelo Twitter, o senador afirmou que “amanhã (quinta-feira) de manhã teremos uma minuta de MP que será enviada a todos os senadores”.

O senador não cita que haverá edição da medida provisória no mesmo dia da sanção presidencial programada para esta quinta-feira, 13, como prometido há algumas semanas.

“Estava na Casa Civil fechando o texto da MP. Quero reafirmar o compromisso do governo em fazer a Medida Provisória sobre trabalho intermitente, gestantes e lactantes e jornada”, disse Jucá pela rede social logo após discurso com mesmo conteúdo no plenário do Senado.

“Quero tranquilizar a todos que estamos trabalhando junto com a Câmara dos Deputados”, disse, sem mencionar diretamente o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que afirmou pelo mesmo Twitter que a Câmara “não aceitará nenhuma mudança na lei”.

“Qualquer MP não será reconhecida pela Casa”, disse, durante a madrugada.

Jucá reafirmou que os compromissos costurados por ele no Congresso são cumpridos.

“No dia que não puder cumprir minha palavra dada aqui com os senadores, eu deixo de ser líder do governo. Meus acordos feitos aqui são dados, pois sempre falo antes com o presidente da República. Eu falo em nome do governo”, disse.