Josué Gomes deve se reunir hoje com Valdemar Costa Neto e Alckmin

Pré-candidato do PSDB fechou um acordo com o bloco formado por DEM, PP, PRB e Solidariedade, além do PR, sigla do empresário e possível vice Josué Gomes

São Paulo – O empresário Josué Gomes (PR) deve conversar nesta segunda-feira, 23, com o ex-deputado Valdemar Costa Neto, que comanda as negociações do PR junto ao Centrão, para responder se aceita ou não ser candidato a vice na chapa de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência nas eleições de 2018. Segundo o líder do PR na Câmara, José Rocha (BA), se a resposta for positiva, o anúncio será feito na quinta-feira, 26.

Alckmin fechou um acordo com o bloco formado por DEM, PP, PRB e Solidariedade, além do próprio PR na semana passada.

Os partidos indicaram Josué, que é filho do ex-vice-presidente José Alencar, para a vice do tucano. O empresário, no entanto, ainda não respondeu se aceita a indicação.

Além da conversa com Valdemar, Josué deve se encontrar com Alckmin em São Paulo. O empresário terá ainda uma reunião com o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), em Belo Horizonte.

O PT tenta barrar uma aliança entre Alckmin e Josué e oferecerá ao filho de Alencar a vaga de vice na candidatura do mineiro à reeleição.

“Se ele der o sim a Valdemar, ele vai comunicar a Pimentel e receber o convite do Alckmin. Se ele disser não, ele vai dizer a Alckmin que agradece o honroso convite mas que, infelizmente, não aceita. Aceitando, a chapa está formada e será anunciada na quinta-feira”, disse José Rocha ao Estadão/Broadcast.

Quando o Centrão fechou com Alckmin, Josué estava em viagem ao exterior. Em carta, o empresário agradeceu a “confiança” dos partidos e disse que tomaria uma decisão no retorno. “Ele sempre colocou o nome dele à disposição do partido para o que o partido determinasse. Agora, ele aceitará ou não”, afirmou Rocha.

O parlamentar evitou falar o que o PR fará caso Josué recuse a indicação. Segundo ele, o nome do empresário é aceito por todos os partidos do bloco. “Josué dá à chapa uma estabilidade e uma confiança muito grande na área de investimento empresarial. Acho que o mercado reagiria positivamente logo no anúncio.”