Jornais do PE são proibidos de citar nome de deputado

Sistema Jornal do Commercio e Diarios Associados foram proibidos de publicar o nome de Guilherme Uchôa em matérias sobre caso de concessão de guarda de um bebê

São Paulo – O presidente da Assembleia de Pernambuco, Guilherme Uchôa (PDT), obteve uma liminar que impede que dois dos maiores sistemas de comunicação do Estado (Sistema Jornal do Commercio e Diarios Associados) publiquem seu nome em matérias sobre polêmico caso de concessão de guarda de um bebê.

Segundo a promotora da Infância e Adolescência de Olinda, Henriqueta de Belli, há indícios de favorecimento ilegal a um casal por parte da juíza Andréa Calado, a pedido do deputado.

Uchôa argumenta, de acordo com a liminar concedida no sábado, 31, por juiz plantonista, que não há comprovação de envolvimento no caso e a veiculação de seu nome causa danos políticos e pessoais.

Os jornais informaram que vão recorrer da decisão tão logo o processo seja distribuído a um juiz titular, o que não aconteceu até ontem, 2.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.