Joaquim Barbosa se diz “chocado” com depoimento de Barusco

Os deputados ouviram o ex-gerente Pedro Barusco sobre o esquema de propinas na estatal e o suposto financiamento de partidos, inclusive o PT

São Paulo – O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, usou o Twitter na madrugada desta quarta-feira, 11, para chamar de “chocante” a programação da TV Câmara, que teve como atração principal a sessão da CPI da Petrobras.

Os deputados ouviram o ex-gerente Pedro Barusco sobre o esquema de propinas na estatal e o suposto financiamento de partidos, inclusive o PT.

Barbosa citou momentos de queda de regimes ao longo da história e disse que é um erro ver “o que se passou ontem na Câmara dos Depurados sob ótica puramente partidária”.

“Partidos são meros instrumentos. Nossa nação não se construiu e tampouco se define à luz de momentâneos interesses partidários”, escreveu o magistrado.

Antes de comentar a sessão no Parlamento, Barbosa falou sobre a Revolução Francesa, a queda do regime czarista na Rússia e a proclamação da República no Brasil.

“Em 15/11/1889, nem mesmo o general Deodoro da Fonseca tinha em mente derrubar o regime imperial sob o qual o Brasil vivia. Aconteceu”, escreveu Barbosa, antes de explicar.

“Por que fiz esses 3 últimos posts sobre História? Porque no Brasil pouca gente pensa nas ‘voltas’ e nas ‘peças’ que a História dá e aplica”, afirmou o ministro.