Janot pede ao STF abertura de 3º inquérito contra Delcídio

O novo pedido de inquérito é mantido sob sigilo na Corte

Brasília – O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira, 1, a abertura de mais um inquérito para investigar o senador Delcídio Amaral (PT-MS), preso na semana passada por tentativa de obstruir as investigações da Lava Jato.

Este é o terceiro inquérito contra o parlamentar solicitado pela Procuradoria.

O novo pedido de inquérito, assim como as investigações contra Delcídio já abertas, é mantido sob sigilo na Corte.

Cabe ao ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Tribunal, autorizar as novas investigações contra o senador.

A abertura das investigações é considerada praxe no STF.

Atualmente, o STF já tem 35 inquéritos abertos relativos à Operação Lava Jato, com 68 investigados, sendo 14 senadores. A lista inclui os dois inquéritos que foram abertos hoje por Zavascki.

No primeiro, serão investigados Delcídio, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o senador Jader Barbalho (PMDB-PA).

No segundo, Renan, Jader e o deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE), apontado como um emissário do presidente do Senado. Antes da prisão, o Supremo também havia autorizado uma investigação contra Delcídio pela tentativa de atrapalhar a investigações.